HabDouro, Recuperação e Proteção de Espécies e Habitats ameaçados no Parque Natural do Douro Internacional

HabDouro, Recuperação e Proteção de Espécies e Habitats ameaçados no Parque Natural do Douro Internacional

O ICNF está a implementar, no Parque Natural do Douro Internacional, um Projeto de Recuperação e Proteção de Espécies e Habitats ameaçados, designado por “HabDouro”, materializando um importante conjunto de ações, em linha com a Estratégia Nacional de Conservação da Natureza e Biodiversidade.

Preservar áreas importantes de habitats naturais de alto valor de conservação, contribuir para aumentar a produtividade das populações de aves necrófagas, implementar o restauro de habitats em torno de núcleos nidificantes de espécies prioritárias, nomeadamente britango, abutre-preto e milhafre-real e ampliar o conhecimento da população sobre a importância da conservação do património natural são os objetivos deste projeto.

Para salvaguardar este património de elevado valor natural, o projeto “HabDouro” permite colocar em prática um conjunto relevante de ações que concorrem para recuperar habitats e espécies. Essas ações vão desde a gestão integrada de campos de alimentação de aves necrófagas, em que se garante alimento suplementar e, portanto, maior produtividade destas espécies, à criação de faixas e mosaicos de gestão de combustível que criam descontinuidades no perímetro de áreas de habitats com alto valor de conservação, promovendo a regeneração natural das espécies arbóreas autóctones, até à realização de campanhas de sensibilização da população sobre o património natural e as boas práticas necessárias à sua conservação e instalação de painéis informativos (prevista para breve), que serão colocados em locais estratégicos de visitação e passagem, bem como a itinerância de uma exposição.

Este projeto, financiado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e pelo Fundo Ambiental, cujas ações estão previstas na Resolução do Conselho de Ministros n.º 167/2017, de 2 de novembro, contribuirá para a proteção de uma área de 277,6 hectares de habitats naturais prioritários, azinhais e zimbrais, no Parque Natural do Douro Internacional.

Comente este artigo
Anterior Estudo da Universidade de Coimbra conclui que as acácias podem comprometer seriamente os ribeiros
Próximo Concurso Europeu Árvore do Ano 2021 - Votações durante o mês de fevereiro

Artigos relacionados

Últimas

NEGOTIATIONS FOR THE EU BUDGET: towards a new MFF proposal

Posted on 06/04/2020

The month of March was marked by:
[…]

Sugeridas

Incêndios: Avaliação ao maior fogo de 2019 aponta falha na mobilização dos meios aéreos

O relatório de avaliação do incêndio de Fundada, que ocorreu em julho de 2019 em Vila de Rei (Castelo Branco) e Mação (Santarém), considera que […]

Nacional

EUA anunciam aumento no imposto sobre aviões da Airbus

O fabricante europeu de aeronaves reagiu este sábado à decisão dos Estados Unidos de aumentar em 15% os impostos alfandegários sobre as aeronaves importadas da Europa e “lamenta profundamente” que esta tenha sido a decisão do Governo norte-americano. […]