Há uma praga verde no Guadiana e Alqueva responde com tecnologia anfíbia

Há uma praga no Guadiana que ameaça cobrir de verde as superfícies dos cursos de água e das albufeiras. A praga tem um nome: Jacinto. Jacinto-de-água. E tudo indica que desceu desde Mérida, em Espanha, em 2004. Mas a sua origem é o rio Amazonas, no Brasil.

Como é que a plante infestante atravessou o Atlântico? Não se sabe ao certo. Certa é a dor de cabeça que está a provocar aos agricultores e demais agentes que dependem da água do Guadiana, tanto em Espanha como em Portugal. Só do lado espanhol já se gastaram mais de 40 milhões de euros no combate ao jacinto-de-água.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso – iOS e Android – para descarregar as edições para leitura offline)

Continue a ler este artigo no Expresso.

Comente este artigo
Anterior L’agriculture bio profite aux abeilles
Próximo O leite precisa de resgate? - Nuno Alvim

Artigos relacionados

Opinião

Leite: Por uma distribuição justa na cadeia de valor – Maaike Smits

As matérias primas para alimentação animal têm sofrido aumentos consecutivos no último ano e as despesas acrescidas têm sido constantemente absorvidas pela base da cadeia de valor […]

Últimas

Live: Sessão encerramento – Qualifica4agro

O projeto Qualifica4agro, do qual a ADPM é entidade parceira, encerra juntamente com o mês de abril. Por isso mesmo, serão apresentados os resultados alcançados no próximo dia 29 […]

Últimas

Inquérito. CAP quer conhecer necessidades de recursos humanos das empresas agrícolas

A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal tem um inquérito em curso e pede a colaboração dos empresários agrícolas. O objectivo é […]