Grupo Luís Vicente com 15 mil toneladas de fruta vendidas este ano

Grupo Luís Vicente com 15 mil toneladas de fruta vendidas este ano

Este ano o Grupo Luís Vicente produziu e comercializou 15 mil toneladas de fruta portuguesa e espera atingir quase 100 milhões de euros de faturação com impulso da marca Maria.

Em comunicado, a empresa de frutas frisou que “a produção e comercialização de 15 mil toneladas de fruta nacional em 2019, [representa] 35% do total de faturação do Grupo”.

Em 2018, a empresa registou 75 milhões de euros de volume de negócios e, para este ano, prevê um crescimento de 30%, potenciado pela nova marca Maria, criada para reforçar a presença do grupo em mercados de exportação como Brasil, Angola, Cabo Verde, Espanha, França, Reino Unido, Canadá e Alemanha. A empresa também pretende ainda reforçar a sua posição nos mercados mais recentes, como a Colômbia e o México, bem como chegar a novas geografias.

Cerca de 70% da faturação da empresa é devido às exportações.

A Maria, que foi apresentada em Berlim, em fevereiro de 2019, junta assim todas as frutas produzidas em território nacional, como a pera rocha, maçã gala, maçã fujinectarina, pêssego, ameixa, marmelo e dióspiro.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Von der Leyen diz que clima é questão existencial e lembra incêndios em Portugal
Próximo Coated seeds may enable agriculture on marginal lands

Artigos relacionados

Últimas

PCP insiste que Barragem do Pisão “tem de ser uma realidade” e deixa críticas ao Governo

O Partido Comunista Português insistiu hoje na necessidade de construção da Barragem do Pisão, no concelho do Crato, exigindo ao Governo, “mais do […]

Últimas

Castro Verde prepara Festival “Sabores do Borrego”

Facebook
Twitter
Google+
Pinterest
WhatsApp


A Câmara de Castro Verde já anunciou a data do II Festival “Sabores do Borrego”. […]

Notícias fitofarmacêuticos

Joaquim Cabeça: desafios para a alimentação e agricultura mundiais

[Fonte: Anipla]
A percepção sobre os desafios para a alimentação e agricultura mundiais, dentro e fora do sector. […]