Grupo Amorim fica com um terço do Fundo Ambiental para substituir eucaliptos

Grupo Amorim fica com um terço do Fundo Ambiental para substituir eucaliptos

O valor de 438 mil euros corresponde a duas candidaturas que a corticeira viu aprovadas, de dois lotes de 99 e 98,73 hectares

Quase um terço do programa lançado pelo Governo para compensar proprietários que queiram substituir eucaliptais por espécies autóctones foi atribuído a uma empresa do grupo Amorim, revela o “Público” esta segunda-feira.

A Companhia Silvo-Agrícola da Beira (Cosabe), que detém a Herdade da Baliza, no Parque Natural do Tejo Internacional, vai receber 438 mil euros – dos 1,46 milhões disponibilizados pelo Fundo Ambiental em 2020.

O valor de 438 mil euros corresponde a duas candidaturas que a corticeira viu aprovadas, de dois lotes de 99 e 98,73 hectares, lê-se no relatório do programa, publicado no site do Fundo Ambiental.

O objetivo do projeto-piloto que foi anunciado em 2018 é apoiar o desenvolvimento de floresta autóctone através do pagamento dos serviços de ecossistemas.

Ao todo, foram aprovadas 14 das 15 candidaturas consideradas elegíveis. Uma ficou de fora por “exceder a dotação financeira máxima”, disse o Ministério do Ambiente e Ação Climática ao jornal.

As intervenções ainda não começaram, mas o Governo espera que tal aconteça até ao final do ano. Os contratos foram assinados em março.

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Comente este artigo
Anterior O valor da alfarroba: produção nacional é referência mundial
Próximo Incêndios: Fogo em Aljezur dado como extinto mas dispositivo mantém-se no terreno

Artigos relacionados

Últimas

XX Jornadas da Associação Portuguesa de Buiatria – 8 e 9 de novembro – Évora

As XX Jornadas da Associação Portuguesa de Buiatria vão realizar-se nos dias 8 e 9 de novembro no Hotel Vila Galé, […]

Nacional

Dekalb continua a trabalhar no aumento de performance da cultura do milho

A Dekalb continua a desenvolver inúmeros trabalhos associados ao aumento de performance da cultura do milho, sempre com o foco na gestão e rentabilidade da cultura. […]

Sugeridas

CAP lança plano para acelerar recuperação económica e impulsionar o setor agroflorestal e o interior do país

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) apresenta na próxima quinta-feira, 24 de setembro, pelas 14h30, no Centro Cultural de Belém, o documento estratégico “Ambição […]