Governo Regional e AJAMPS apoiam Agricultores na comercialização das suas produções

Governo Regional e AJAMPS apoiam Agricultores na comercialização das suas produções

Dadas as necessárias medidas adotadas para a contenção da disseminação do COVID-19, o Governo Regional, em parceria com a Associação de Jovens Agricultores da Madeira e do Porto Santo (AJAMPS), vai auxiliar os agricultores que, por interrupção repentina dos seus circuitos comerciais habituais, designadamente por força da redução ou suspensão da atividade normal de confeção de refeições na hotelaria e na restauração, tenham dificuldade em colocar as suas produções noutros mercados.

Face ao realinhamento da procura e consequente reorganização dos circuitos logísticos, direcionados principalmente para o abastecimento aos supermercados, mercearias e mercado municipais, a AJAMPS, através da sua empresa Madeira Agrícola, desenvolveu nos últimos dias contactos com as redes de distribuição que maior volume de hortofrutícolas movimentam, as quais, desde logo demonstraram um grande interesse e empenho em apoiar o setor agrícola regional, disponibilizando-se a substituir certas produções importadas por equivalentes de origem local, e a aumentar o suprimento de outras em correspondência à intensificação do consumo público naqueles pontos de venda.

Assim, na rede de contactos estabelecida, foi criada uma metodologia em que os grandes compradores manifestam atempada e semanalmente as suas necessidades mais prementes em hortícolas, elencando o sortido necessário e as quantidades pretendidas, ficando a Madeira Agrícola, junto dos agricultores, de satisfazer aquelas necessidades, agregando a oferta correspondente e mais se encarregando da sua preparação comercial (através da rede pública de Mercados Abastecedores) e transporte para os armazéns logísticos daquelas empresas.

Numa conjugação louvável de vontades para fazer frente a um momento em que se colocam novos desafios a todos os setores da atividade económica, está, desde modo, criado um sistema para ajudar aqueles agricultores que passaram a ter dificuldades em escoar as suas produções, disponibilizando-lhes uma alternativa que possa contribuir para minimizar essa problemática.

Para que a Madeira Agrícola melhor possa corresponder aos agricultores que tenham maiores constrangimentos em comercializar as suas produções agrícolas, a Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural celebrou um protocolo de cooperação com a Associação de Jovens Agricultores da Madeira e do Porto Santo, apoiando aquela instituição com o reforço dos meios logísticos e administrativos necessários ao acréscimo do processamento e distribuição dos hortofrutícolas, e à melhor gestão de contactos e encomendas.

Os agricultores interessados devem comunicar a Madeira Agrícola para o número de telemóvel 963247223 ou pelo seguinte correio eletrónico [email protected] .

O artigo foi publicado originalmente em DICAs

Comente este artigo
Anterior Maioria dos países africanos fecha fronteiras, restrições atrasam ajuda
Próximo Medidas excecionais - mercados de gado vivo incluindo leilões

Artigos relacionados

Nacional

Práticas abusivas no comércio vão ser penalizadas

Foi ontem publicado em Diário da República e vai entrar em vigor a 1 de janeiro de 2020 o Decreto-Lei que altera  […]

Últimas

Agricultores não desistem e lançam ‘Cereais do Alentejo’ no pior ano de sempre

No ano passado a produção de cereais já tinha batido no fundo, como a menor produção dos últimos 100 anos – […]

Últimas

Helicóptero de combate aos incêndios chega com atraso à Madeira

O helicóptero de combate aos incêndios, que estava alocado para a Madeira, deve chegar só depois do arranque do plano operacional de combate da região, […]