Governo fará uso do “arrendamento forçado” para travar incêndios

Governo fará uso do “arrendamento forçado” para travar incêndios

Em Portugal “a floresta é de privados em 98% da sua extensão”, mas “este é um facto, não é um alibi para nada fazer”, disse Matos Fernandes.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Matos Fernandes, voltou a garantir esta terça-feira que o Governo não hesitará em fazer uso do mecanismo de arrendamento forçado de que dispõe no caso de proprietários agrícolas e florestais que não colaborem ou de propriedades sem gestão ou inadaptadas ao risco de incêndio.

Em audição na Comissão de Agricultura e Mar, o governante disse que em Portugal “a floresta é de privados em 98% da sua extensão”, mas “este é um facto, não é um alibi para nada fazer”.

“Não se justifica a existência de propriedades sem gestão ou inadaptadas ao risco de incêndio. Como sabem, para que o Estado disponha de mecanismos que lhe permitam substituir-se ao proprietário em […]

Continue a ler este artigo no ECO.

Comente este artigo
Anterior Governo vai atribuir este ano 10 ME para investimentos em bem-estar dos animais de companhia
Próximo Importação: Agentes de revestimento de frutos e hortícolas

Artigos relacionados

Dossiers

Los corderos pequeños se llevan las mayores subidas

Los precios de los corderos mantuvieron la tendencia alcista aunque de forma más destacable en los animales más pequeños, […]

Nacional

Vem aí uma agricultura mais tecnológica e mais eficiente

O Governo promete menos fertilizantes químicos e mais agricultura orgânica, com recurso a mais tecnologia. Mas não esquece a agricultura tradicional, […]

Dossiers

Semana com chuva no norte e centro.

Esta semana teremos alguma chuva no norte e centro.
Esta precipitação deverá ocorrer sob forma de aguaceiros e trovoadas, concentrando-se em especial durante o período da tarde. […]