GNR começa a fazer patrulhas pelo ar para prevenir incêndios

GNR começa a fazer patrulhas pelo ar para prevenir incêndios

[Fonte: Público]

A GNR realizou esta quinta-feira a primeira patrulha aérea de vigilância para prevenir incêndios, com recurso a um helicóptero da Força Aérea. Até domingo, período em que o país está em alerta por causa do risco de incêndio elevado, vai continuar a fazer vigilância pelo ar.

Em comunicado, a GNR explica que os militares fazem observação da floresta para detectar actividades proibidas nesta altura, como por exemplo queimadas, ou comportamentos suspeitos da prática de crimes.

“Durante o patrulhamento aéreo realizado ontem, foram controladas situações de trabalhos em espaços florestais e viaturas em zonas isoladas que, em coordenação com equipas terrestres da GNR, através da utilização de comunicações rádio, permitiram a sua abordagem e fiscalização”, lê-se na nota.

A fiscalização pelo ar também “aumentou a capacidade de apoio às operações de combate aos incêndios em curso, com a avaliação de possíveis riscos para áreas residenciais”.

Dois detidos em flagrante

Na quinta-feira, a GNR realizou 1200 patrulhas, envolvendo 2393 militares de várias valências — territorial, trânsito, investigação criminal, Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente, e militares da Unidade de Emergência de Protecção e Socorro. No comunicado explicam que percorrem mais de 66 mil quilómetros.

Nesse período foram identificadas oito pessoas e detidas outras duas em flagrante delito pela prática de crimes de incêndio florestal.

Trata-se de uma mulher de 41 anos detida no concelho de Cinfães, devido à utilização de uma roçadora para a limpeza de um terreno, que provocou um incêndio florestal. Arderam “cerca de 14 000 m2 de mato e arvoredo, danificando ainda uma exploração agrícola”. Já no concelho de Albergaria-a-Velha, foi detido um homem de 64 anos pela utilização de um isqueiro que provocou um incêndio florestal.

Comente este artigo

O artigo GNR começa a fazer patrulhas pelo ar para prevenir incêndios foi publicado originalmente em Público.

Anterior Conferência Smart Waste Portugal 2019 | Um Futuro Circular no Auditório de Serralves 
Próximo GNR deteve duas pessoas pelo crime de incêndio florestal

Artigos relacionados

Últimas

Governo propõe alterações de sanções para crime de incêndio florestal

Lisboa, 22 jun (lusa) – A ministra da Justiça apresentou hoje no parlamento um diploma que alarga a aplicação da pena relativamente indeterminada aos agentes do crime de incêndio florestal e prevê […]

Nacional

Alfândega da Fé: Quer conhecer melhor o Estatuto de Jovem Empresário Rural?

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Casa da Cultura Mestre José Rodrigues, na vila transmontana de Alfândega da Fé, […]

Nacional

4 anos a enganar o Interior

[Fonte: Expresso]

A propósito da controvérsia sobre a proposta Erasmus para Interior, […]