Furacão Lorenzo – Açores – 3

Furacão Lorenzo – Açores – 3

-> 3ª actualização

**SITUAÇÃO DE RISCO EXTREMO**

O Furacão Lorenzo é neste momento um ciclone de categoria 4 posicionado a noroeste de Cabo verde.

As previsões apontam para que o furacão se desloque pelo Atlântico central durante as próximas 96h, curvando em seguida para nordeste em direcção aos Açores.

As condições são perfeitas para que o ciclone se mantenha particularmente violento, dadas as águas quentes presentes no seu percurso e condições de fluxo atmosférico favoráveis. Esperamos assim que  o ciclone  mantenha cat 4 durante as próximas 72h, enfraquecendo lentamente ao se aproximar dos Açores devido às temperaturas oceânicas mais baixas.

O ciclone deverá começar a enfraquecer antes de chegar aos Açores, mas esperamos  forte interacção construtiva com uma ondulação do jato polar associada a uma perturbação que vai sair do Canadá. Este cenário é apontado pela generalidade dos modelos, mas ainda há incertezas.

Isto significa que o sistema vai passar por um processo de transição extratropical que vai resultar na manutenção de boa parte da sua intensidade, com a agravante expansão do seu campo de ventos e raio de acção.

Esperamos que Açores sejam afectados pelo furacão entre dias 1 e 3 de Outubro, com intensidade em torno a cat 2.

A generalidade dos modelos coloca o ciclone a passar entre o grupo ocidental e o grupo central, com alguns ( poucos )  cenários a deslocar o ciclone mais para leste sobe o grupo oriental.

Estes cenários são menos prováveis e assumem uma menor interacção entre o ciclone e a perturbação em altitude, resultando numa interacção destrutiva entre ambos que iria enfraquecer de forma drástica o Lorenzo, empurrando-o para leste.

Os principais riscos serão:
– Ventos destrutivos.
– Precipitação excessiva e persistente.
– Ondulação extremamente significativa.
– Maré de tempestade conjugada com ciclo de marés vivas. Risco extremo de erosão costeira.

No continente e Madeira esperamos condições de bom tempo, mas teremos um aumento significativo da ondulação na costa ocidental, resultante da passagem do ciclone nos Açores.

O artigo foi publicado originalmente em BestWeather.

Veja a previsão do tempo e a melhor altura para pulverizar na nossa página de Meteorologia powered by Syngenta.

Comente este artigo
Anterior "Para aumentar a produção, as verbas do POSEI têm de ser reforçadas"
Próximo AlgaEnergy participou no III Congresso sobre Fertilização, em Madrid

Artigos relacionados

Últimas

Marcado descenso en los precios del pollo


Los precios del pollo blanco anotaron importantes bajadas de hasta 10 céntimos en todas las lonjas nacionales. […]

Notícias florestas

Não tem de “haver culpados” no incêndio que matou cães em Santo Tirso – Governo

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu hoje que “não tem de haver culpados” no incêndio de julho de 2020 que vitimou mais de 70 animais em dois abrigos ilegais em Santo Tirso. […]

Últimas

Orçamento Participativo Portugal vai recolher propostas em Faro, Portimão, VRSA e São Brás


Graça Fonseca, secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa

O Orçamento Participativo Portugal (OPP), que dará aos cidadãos a hipótese de apresentar propostas a serem financiadas pelo Governo, […]