Frutus dá a conhecer setor frutícola às crianças do Cadaval

Frutus dá a conhecer setor frutícola às crianças do Cadaval

A estação fruteira Frutus (Peral, Cadaval) iniciou um programa de visitas para alunos de 1.º ciclo, no intuito de dar a conhecer o setor frutícola, ao nível da produção, armazenamento, embalamento e expedição de peras e maçãs. A iniciativa destina-se a proporcionar às crianças contacto com este pilar importante da economia local.

Délia Fialho, técnica da Frutus,  explica que o programa de visitas da Frutus visa possibilitar o contacto com a Fileira da Pera Rocha e Maçã de Alcobaça, de forma a envolver e estimular os jovens para uma das atividades económicas mais representativas do Concelho e que, para muitos, é mal conhecida.

“Permitirá o contacto com o processo ao longo da cadeia de produção, desde o pomar à conservação, manipulação, até à expedição na central fruteira”, explica a engenheira.

Este projeto pretende ainda possibilitar aos mais novos “observarem aspetos do ciclo vegetativo, da biologia da árvore, como a flor, o vingamento, assim como a biodiversidade, a nossa relação com o ecossistema e as práticas sustentáveis que suportam a atividade frutícola”, avança Délia Fialho.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Para acabar com os mal entendidos CONFAGRI apoia difusão da iniciativa “ Meatthefacts”
Próximo Observatório de Canábis Medicinal disponibiliza produto para que seja feita contra-análise

Artigos relacionados

Internacional

Europa se da prisa para cerrar un acuerdo de transición de la PAC y cuánto debe durar para que no se pierdan las ayudas

Europa ha aprobado un mandato de negociación parcial para discutir con los eurodiputados el período de transición de la PAC que permitirá que […]

Comunicados

Produtos biológicos e saudáveis ganham mais protagonismo

A crescente procura de produtos biológicos e saudáveis motivou o Continente a criar um espaço dedicado a esses produtos nas lojas, […]

Últimas

Elvas melhora genética das plantas para responder às alterações climáticas

[Fonte: Diário do Alentejo] Adaptar plantas às alterações climáticas, melhorando a sua genética, é o trabalho que se promove em Elvas, […]