Florestas portuguesas continuam a arder. Porquê?

Florestas portuguesas continuam a arder. Porquê?

Por que é que as florestas portuguesas continuam a arder, o que fazer para travar este flagelo e a resposta política adequada? Estas são algumas das questões em debate no Da Capa à Contracapa desta semana. O mote é o ensaio “Incêndios Florestais em Portugal”, de António Bento-Gonçalves, director da Licenciatura em Proteção Civil e Gestão do Território da Universidade do Minho, que analisou a questão com Tiago Oliveira, presidente da Agência de Gestão Integrada de Fogos Rurais. O Da Capa à Contracapa é uma colaboração da Renascença com a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FMMS). Um programa para ouvir terça-feira depois das 23h15 na Edição da Noite da Renascença ou sempre que quiser em podcast em rr.sapo.pt

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior UE precisa de acordo com o Mercosul por razões geopolíticas, afirma Costa
Próximo POSEI assegurado até 2022 mas depois terá corte de 3,9% – Ministra

Artigos relacionados

Nacional

Licor Beirão tem nova estratégia para o mercado norte-americano

É “uma excelente bebida para depois do jantar”, diz a cadeia de bebidas BevMo sobre o Beirao Liqueur, prometendo “toques de citrino e laranja.” […]

Dossiers

Revista “Produtores Florestais” n.º 1 – julho 2020

Revista “Produtores Florestais” n.º 1 – julho 2020 […]

Nacional

Pandemia não trava recordes na agricultura

Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, deu uma entrevista ao Jornal de Negócios, resultando hoje em manchete sobre o comportamento do sector agrícola face à pandemia de covid- […]