Florestas portuguesas continuam a arder. Porquê?

Florestas portuguesas continuam a arder. Porquê?

Por que é que as florestas portuguesas continuam a arder, o que fazer para travar este flagelo e a resposta política adequada? Estas são algumas das questões em debate no Da Capa à Contracapa desta semana. O mote é o ensaio “Incêndios Florestais em Portugal”, de António Bento-Gonçalves, director da Licenciatura em Proteção Civil e Gestão do Território da Universidade do Minho, que analisou a questão com Tiago Oliveira, presidente da Agência de Gestão Integrada de Fogos Rurais. O Da Capa à Contracapa é uma colaboração da Renascença com a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FMMS). Um programa para ouvir terça-feira depois das 23h15 na Edição da Noite da Renascença ou sempre que quiser em podcast em rr.sapo.pt

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior UE precisa de acordo com o Mercosul por razões geopolíticas, afirma Costa
Próximo POSEI assegurado até 2022 mas depois terá corte de 3,9% – Ministra

Artigos relacionados

Últimas

PSD: Rio lamenta que legado de Sá Carneiro esteja “um bocado perdido” e quer recuperá-lo

No dia em que passam 39 anos sobre a morte do antigo primeiro-ministro e presidente do PSD Francisco Sá Carneiro e do antigo ministro e dirigente do CDS Adelino Amaro da Costa, […]

Dossiers

Avisos Agrícolas 05/07/2019: Vinha e Olival

O Serviço de Avisos Agrícolas é um serviço nacional do Ministério da Agricultura e do Mar (MAM) que tem por finalidade emitir avisos agrícolas. […]

Últimas

Apicultores reclamam mais apoios e proteção do mel português

No âmbito do XVIII Fórum Nacional de Apicultura, realizado a 9 de Setembro, em Vila Pouca de Aguiar, a Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) apresentou diversas propostas com vista a aumentar a competitividade do setor apícola nacional e europeu. […]