'Florestar Braga' volta a desafiar os cidadãos

'Florestar Braga' volta a desafiar os cidadãos

Já arrancou mais uma edição do programa ‘Florestar Braga’. O objetivo é envolver a sociedade bracarense e incentivar empresas, comunidade escolar, juntas e uniões de freguesias e associações a terem um papel ativo na plantação dos seus espaços e dos espaços envolventes.

Nesta sexta edição, a autarquia continua a oferecer as plantas e dá apoio logístico para efetuarem as plantações, alertando, em simultâneo, os intervenientes para as temáticas de educação ambiental. “Criar um parque urbano de floresta autóctone é um projeto de médio e longo prazo. Desde 2014 que temos vindo a desenhar este projeto com diversas atividades que envolvem a sociedade bracarense”, explica Altino Bessa, vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Braga.

Só no ano passado, através de um financiamento de cerca de 165 mil euros do Fundo Ambiental, aos quais se juntaram 30 mil do orçamento municipal, foi realizada a maior intervenção no monte Picoto. “Permitiu dar um salto muito significativo para atingirmos o objetivo de criarmos em Braga o maior parque urbano de floresta autóctone do País”, considera o mesmo vereador, sublinhado que “o trabalho de controlo de espécies invasoras é o mais difícil e que leva décadas a estar consolidado”.

Além da plantação de espécies autóctones, como o carvalho ou sobreiro, e do controlo de plantas invasoras, Altino Bessa explica que estão também a ser criados novos trajetos pelo interior do monte Picoto, para que “as pessoas possam ter outro tipo de experiências de visitação, como atividades desportivas e de lazer”.

O artigo foi publicado originalmente em Correio da Manhã.

Comente este artigo
Anterior Concurso Europeu Árvore do Ano 2020. Já escolheu a portuguesa? Vote até 1 de Dezembro
Próximo Criadores de Ovinos da Região de Ponte Sôr realizam colóquio anual dedicado à Europa e a nova PAC - 27 de novembro

Artigos relacionados

Nacional

Costa Vicentina: Sudoeste das estufas? – Marcos Sá

Apostar do ponto de vista económico unicamente na produção agrícola em estufas está a dar cabo das comunidades e da identidade da Costa Vicentina. […]

Nacional

Certificação florestal deve ser “financiada directamente pela UE”

O secretário-geral do Programme of Endorsement for Forest Certification Schemes admite a ambição que “a sustentabilidade seja uma tendência e não seja mais um nicho”. E sublinha que a […]

Nacional

VIII Simpósio Nacional de Olivicultura – 7 a 9 Junho de 2018 – Santarém

A oitava edição do Simpósio Nacional de Olivicultura irá decorrer no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, de 7 a 9 de Junho, […]