Floresta com inteligência

Floresta com inteligência

[Fonte: Vida Rural]

A gestão da floresta poderá ser cada vez mais eficiente com recurso às novas tecnologias. É neste sentido que os projetos FOCUS e Easyflow atuam, procurando tornar a floresta mais inteligente.

A tecnologia está cada vez mais próxima do mundo rural, contribuindo para melhorar a eficiência na gestão da terra, seja ela para fins agrícolas ou florestal. Neste artigo, debruçamo-nos sobre dois projetos que visam aportar inteligência à floresta.

O FOCUS e o Easyflow “têm como objetivo trazer maior inteligência para a floresta, na forma como se faz a gestão dos povoamentos florestais e das operações, por via da incorporação das tecnologias digitais”, explica Alexandra Marques, coordenadora de ambos os projetos no INESC TEC – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência.

Registo de dados no terreno

Neste sentido, foi desenvolvido um software para apoiar a tomada de decisão e o planeamento, calendarização das operações, abastecimento da madeira e a gestão de stocks, bem como a alocação de equipas e da frota de transporte. O objetivo é maximizar a valorização dos recursos florestais e minimizar os custos das operações. Alexandra Marques pormenoriza que “este software poderá estar integrado com vários tipos de sensores, permitindo assim monitorizar o que está a acontecer na floresta, por exemplo o que está a ser produzido e onde, qual a produtividade dos equipamentos e que impacto isso tem no planeamento, com vista a uma tomada de decisão mais célere”.

Floresta 4.0

O FOCUS foi um projeto europeu (terminou em 2016) e juntou várias empresas na Europa, que desenvolvem soluções tecnológicas para o setor florestal, tendo em vista dar resposta às necessidades dos proprietários e das indústrias florestais e desenvolverem abordagens conjuntas ao mercado. “Foi um projeto pioneiro que desenvolveu os conceitos e as tecnologias do que agora se chama Floresta 4.0, à semelhança da iniciativa Europeia 4.0”.

O orçamento do FOCUS foi de cerca de quatro milhões de euros e teve a participação de 12 parceiros.

Terminado há três anos, os resultados do projeto FOCUS têm sido utilizados pelas empresas participantes para reforço da sua oferta comercial e deu origem a novas parcerias e novos projetos, como o Easyflow. Este tem um âmbito nacional e diferencia-se do anterior por abordar também as questões de sustentabilidade das cadeias de abastecimento. Com um orçamento de 200 mil euro, o Easyflow é financiado pela FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia e conta com dois parceiros. “O desafio é desenvolver uma plataforma web para apoiar a gestão mais sustentável e colaborativa das cadeias de abastecimento florestal. Os resultados do projeto serão transferidos para empresas tomadoras dessas tecnologias que depois irão comercializá-las”, comenta Alexandra Marques. O Easyflow pretende relacionar estes três desafios, sob a forma de módulos integrados numa plataforma tecnológica, a saber:

  • Avaliação da Sustentabilidade da Cadeia de Abastecimento (ASCA), isto é caracterizar cadeias de abastecimento eficientes ao nível da utilização de recursos, e determinar as dimensões de sustentabilidade social, económica e ambiental;
  • Planeamento da Cadeia de Abastecimento (PCA), isto é planear de forma eficiente os stocks de madeira e o uso dos recursos de transporte distribuídos ao longo da cadeia de abastecimento;
  • Colaboração na Cadeia de Abastecimento (CCA), ou seja, perceber como passar para a prática os novos processos e ferramentas usados para gerir eficientemente os recursos na cadeia de abastecimento, num ambiente colaborativo.

Uma rede de parcerias

A coordenadora desta iniciativa destaca ainda a importância da “parceria com uma equipa de investigadores do Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior Técnico, especialistas nestes temas”. A equipa de investigação, além de investigadores do INESC TEC, integra também especialistas em logística e transportes e ainda especialistas em sustentabilidade nas cadeias de abastecimento do IST-ID – Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento.

Planeamento central do abastecimento de biomassa

Planeamento central do abastecimento de biomassa

O protótipo da plataforma EasyFlow será testado e validado numa aplicação real de cadeia de abastecimento de madeira em Portugal, em cooperação com a SONAE Indústria.
O FOCUS e o Easyflow são projetos que unem a academia ao mundo empresarial, ambos desenvolvidos em parceira com as indústrias florestais e os proprietários florestais, que colaboram na definição de requisitos e teste das tecnologias. Também envolvem normalmente parceiros académicos e outros produtores de tecnologias complementares.
Alexandra Marques conclui que estão “a fazer esforços para encontrar empresas tomadoras de tecnologia que levem estas ferramentas para o mercado. Estamos também empenhados em desenvolver serviços de consultoria para apoiar as empresas e proprietários florestais na tomada de decisão estratégica, onde estas ferramentas podem ajudar na análise e avaliação de cenários de investimento”.

Comente este artigo

O artigo Floresta com inteligência foi publicado originalmente em Vida Rural.

Anterior Adega do Monte Branco desafia todos a participarem nas vindimas 
Próximo 3 milhões de euros para apoio à promoção da criação de sistemas agroflorestais.

Artigos relacionados

Nacional

Portugal produz menos vinho, mas consome mais

[Fonte: Público]
Naquele que é apontado o melhor ano desde 2000 para a produção vitivinícola mundial, em Portugal a quebra de produção deverá atingir os 22%, segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Portugal é o país que mais cai em termos de produção, […]

Nacional

Ovibeja arranca “cheia” na quarta-feira para “mostrar todo o Alentejo deste mundo”

[Fonte: Gazeta Rural]

Os efeitos das alterações climáticas na agricultura é o tema da edição deste ano da feira agropecuária Ovibeja, que arranca na quarta-feira, “cheia” e com “mais de mil expositores”, para mostrar “todo o Alentejo deste mundo”. […]

UE - Instituições e EM

Public consultation identifies challenges for future Common Agricultural Policy

European citizens believe that agricultural policy should continue to be managed at the EU level, and that helping farmers and protecting the environment should be its two main goals.
These are among the key findings of the public consultation published today on modernising and simplifying the Common Agricultural Policy (CAP), […]