Fitch revê em alta PIB de 2019. Construção e agricultura vão ser decisivos

Fitch revê em alta PIB de 2019. Construção e agricultura vão ser decisivos

[Fonte: Jornal de Negócios]

Numa altura em que a maior parte das instituições internacionais revê em baixa o crescimento de 2019, a Fitch acaba de contrariar essa tendência no que toca a Portugal. A agência de rating reviu em alta o PIB deste ano de 1,5% para 1,6% numa publicação sobre a economia portuguesa divulgada esta segunda-feira, 25 de fevereiro.
Apesar da revisão em alta, a projeção da Fitch é das mais pessimistas, aproximando-se apenas da previsão feita pela Comissão Europeia na atualização de fevereiro (1,7%). A justificar esta revisão em alta está a expectativa de que as subidas de juros do Banco Central Europeu (BCE) sejam adiadas para lá do verão deste ano, o que deverá impulsionar o consumo privado.

A agência assinala que a continuação do ambiente de baixos juros ajudará a baixar os custos com a dívida pública assim como os do setor privado. “Juros mais baixos durante mais tempo vão também ajudar a impulsionar o investimento, com a construção residencial a ser provavelmente o maior motor nos próximos trimestres”, antecipa a Fitch, referindo que o número de novas casas aprovadas para construção aumentou 40% em 2018 (até novembro).

Mas não é só a construção que vai dinamizar a economia. A agência de rating dá destaque ao setor da agricultura – que tem vindo a perder peso ao longo das últimas décadas – que deverá ter uma oportunidade para “brilhar” nos próximos trimestres uma vez que há investimento direto estrangeiro a chegar à zona do Alqueva, o que também poderá ajudar as exportações.

Em causa está a região do Alentejo – e o projeto do Alqueva, uma “fonte de água fidedigna” – que se tornou o “ambiente ideal para crescer uma série de plantações, incluindo azeitonas e amêndoas”. “Os investidores estrangeiros estão a derramar capital na produção de amêndoas em particular”, destaca a Fitch.

Para 2020 a agência continua a prever um crescimento de 1,3%.

PS ganha eleições, mas travagem económica traz problemas
Os analistas antecipam a vitória do Partido Socialista, mas sem maioria, o que deverá obrigar à formação de um Governo com uma coligação à esquerda.

“As hipóteses da atual aliança que lidera o país são reforçadas pela forte economia e a turbulência no maior partido de centro-direita da oposição [o PSD]”, refere a nota divulgada hoje, em linha com o que disse o diretor dos ratings soberanos da Fitch, Douglas Winslow, ao Negócios no final de janeiro.

Apesar de dar a vitória à esquerda, indicando continuidade face à política atual, a Fitch diz que há “espaço para alguma incerteza uma vez que a travagem da economia nos próximos anos irá afetar as receitas fiscais e vai testar o compromisso do Governo com a consolidação orçamental”. A agência recorda que a dinâmica económica tem permitido, até agora, baixar o défice e a dívida pública sem cortar despesa, mas tal poderá mudar.

“Com o crescimento da economia a caminho da desaceleração, o PS irá provavelmente confrontar-se com uma escolha entre manter a despesa e aumentar o défice orçamental e a dívida pública ou reduzir a despesa de forma a manter a consolidação orçamental”, resume a agência de rating, assinalando que a primeira opção irá “levantar tensões com a União Europeia” e a segunda irá “enfurecer os parceiros de coligação do PS e uma grande parte do eleitorado”.

Comente este artigo

O artigo Fitch revê em alta PIB de 2019. Construção e agricultura vão ser decisivos foi publicado originalmente em Jornal de Negócios.

Anterior Trump aumenta expectativas de acordo comercial com China
Próximo Ação de sensibilização “Operação Floresta Segura” em Vila Nova de Paiva

Artigos relacionados

Sugeridas

Secretário-geral da Confagri recebe prémio na área da economia social

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]
Na VII edição do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio, o “Prémio de Honra Personalidade da Economia Social 2018”, na categoria “Honra à carreira”, foi atribuído a Francisco Silva, secretário-geral da Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, […]

Últimas

Costa quer consenso para impor reordenamento florestal e travar eucalipto

Lisboa, 28 jun (Lusa) – O primeiro-ministro defendeu hoje um amplo consenso político para uma reforma estrutural que imponha um reordenamento da floresta, tornando-a rentável do ponto de vista económico, e que ao mesmo tempo limite a expansão do eucalipto.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_5 span,#wpdevar_comment_5 iframe{width:100% !important;} […]

Eventos

Gestão de Informação na Exploração Pecuária – 22 de Janeiro 2018 – Alcobaça

A Associação dos Agricultores da Região de Alcobaça (AARA) divulga o Workshop que a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) em colaboração da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) está a promover sobre “Gestão de Informação da Atividade Pecuária” ,que se irá realizar em Alcobaça no dia 22 de janeiro pelas 15horas no Auditório da Biblioteca Municipal​ de Alcobaça.​
Este WorKshop é destinado aos activos do sector pecuário e às suas organizações, […]