Feijões a crescer no meio das videiras? Assim se faz um vinho biológico

Feijões a crescer no meio das videiras? Assim se faz um vinho biológico

Em entrevista ao programa da TSF “Verdes Hábitos”, Anna Jørgensen fala sobre o desafio de converter uma vinha para o modo biológico.

Anna Jørgensen é filha de uma americana e de um dinamarquês, mas foi no meio das videiras do Alentejo que criou raízes. Correu o mundo em busca de conhecimento e, há dois anos, regressou a Portugal para tomar conta do negócio da família e converter para o modo biológico a vinha onde é produzido o Cortes de Cima.

Em entrevista ao programa da TSF “Verdes Hábitos”, Anna Jørgensen lembra que “a natureza por si, sem intervenção do Homem, normalmente é um ecossistema equilibrado”. Por isso, os produtores devem esforçar-se por “perceber a natureza e os mecanismos das plantas e da microbiologia dos solos para respeitar essa harmonia”.

Os desequilíbrios provocados pelo Homem, como “químicos, pesticidas e herbicidas”, não são permitidos no cultivo biológico. Assim sendo, é necessário arranjar soluções como os cobertos vegetais, ou seja, “plantas semeadas entre as linhas da vinha” para dar mais vida ao solo, nomeadamente “leguminosas e gramíneas que vão atrair insetos beneficiais”.

Converter uma vinha para o modo biológico é um desafio, mas a principal dificuldade é humana: “O que nós sentimos é que a nossa equipa de vinha estava habituada a não ver, por exemplo, ervas na própria vinha. Usavam-se herbicidas para as eliminar. Agora, a erva coexiste com as vinhas e elas até podem parecer meio abandonadas, mas não estão. É uma mudança a nível psicológico da equipa para perceber o que se está a fazer e acreditar naquilo.”

Neste momento, a vinha já está toda em conversão e os primeiros vinhos biológicos serão produzidos em 2022.

O artigo foi publicado originalmente em TSF.

Comente este artigo
Anterior CAP defende que Governo tem que ouvir setor florestal na tomada de decisões
Próximo Soluções rentáveis para as faixas de proteção

Artigos relacionados

Nacional

Previsões agrícolas do INE: campanha do milho com rendimento de 9,2 toneladas/hectare

A colheita do milho de regadio iniciou-se na segunda quinzena de Setembro nalgumas áreas semeadas mais cedo, mas a grande maioria das searas ainda está em processo de secagem natural […]

Últimas

O projeto Rebanhos Mais utiliza o pastoreio para gerir espaços naturais e prevenir incêndios

Esta iniciativa transfronteiriça é coordenada pela Associação Florestal e Ambiental de Vila Pouca de Aguiar e financiada pela La Caixa. […]

Nacional

Azeite 5 Soldos chega ao mercado com o Continente

5 Soldos é a mais recente marca portuguesa de azeites e está à venda em exclusivo em todas as lojas Continente. […]