Famalicão cede gratuitamente projectos de florestação e oferece plantas

Famalicão cede gratuitamente projectos de florestação e oferece plantas

[Fonte: Público]

A Câmara de Vila Nova de Famalicão está a ceder gratuitamente projectos de florestação e reflorestação, oferendo também plantas e árvores autóctones como pilriteiros, medronheiros, faias, cerejeiras bravas, plátanos bastardos, amieiros e salgueiros, anunciou esta segunda-feira a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, a autarquia refere que a iniciativa, inserida no programa ambiental “24 mil árvores até 2025”, destina-se a proprietários de terrenos que estão por lei obrigados a ter aquele tipo de projectos.

Os proprietários que aderirem ao projecto “têm apenas que realizar os trabalhos de preparação dos terrenos para a plantação das árvores, e autorizar a presença de técnicos da autarquia e de voluntários para a realização de tarefas necessárias à plantação de árvores e cuidados posteriores por um período de cinco anos”.

A autarquia, por seu lado, “compromete-se a financiar o projecto de arborização dos terrenos que deverá ser submetido ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, e a custear e ceder as árvores a plantar, ajustando com os proprietários as condições de plantação, respeitando os usos de propriedade”.

No entanto, é exigido aos proprietários que se abstenham de abater as árvores plantadas por um período mínimo de 15 anos.

O projecto, além da reflorestação de terrenos privados, prevê a criação de berçários de espécies autóctones criados pelas eco-escolas, e que depois integram estes projectos e uma campanha de adopção de árvores que decorre várias vezes por ano, em Famalicão.

A iniciativa arrancou em Setembro de 2016 e até ao momento já foram plantadas perto de 14 mil árvores ao abrigo deste projecto.

Comente este artigo

O artigo Famalicão cede gratuitamente projectos de florestação e oferece plantas foi publicado originalmente em Público.

Anterior Arias Cañete insta a Sanchéz a defender los intereses de la próxima PAC como lo hizo Rajoy
Próximo Top 5 dos artigos de opinião mais lidos em 2018 no Agroportal

Artigos relacionados

Últimas

Kiwis de Portugal são mais apreciados do que os kiwis importados

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Um estudo sobre as qualidades sensoriais do kiwi português da variedade Hayward conclui que esta e outras variedades nacionais são mais apreciadas do que kiwis importados.
Esta investigação foi levada a cabo durante o ano passado pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto para a Associação Portuguesa de Kiwicultores (APK) e teve como objectivo a avaliação da qualidade sensorial do kiwi de produção nacional e comparação com o kiwi importado, […]

Últimas

Filipe Jorge: “Devemos apostar no desenvolvimento sustentado, na floresta e nas energias renováveis”

[Fonte: SAPO 24]

O técnico fabril Filipe Jorge, de Palmela, juntou-se ao plenário, veja aqui o seu contributo na íntegra:
“Seria bom Portugal ter uma estratégia de desenvolvimento sustentado, preservando e melhorando a sua floresta de origem mediterrânica e, assim, criar um modelo económico baseado também nas energias renováveis, […]

Últimas

A Concentração que a CNA promoveu, a 8 de Novembro, junto à Assembleia da República reforça reclamações para melhorar a proposta do Governo de OE para 2019.

A proposta do Governo para o Orçamento do Estado (OE) para 2019 regista uma redução efectiva de 116 milhões de Euros comparativamente com o aprovado para 2018, uma redução superior a 8%, o que é inaceitável.
Esta é uma proposta de OE para 2019 que não defende a Produção Nacional em Bens Agro-Alimentares e Florestais e não serve o nosso Mundo Rural. […]