Exportações de frutas e legumes portugueses já valem 1.500 milhões de euros

Exportações de frutas e legumes portugueses já valem 1.500 milhões de euros

A Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal vai marcar presença pelo 9.º ano consecutivo na Fruit Logistica, a maior feira do mundo dedicada às frutas e legumes, que decorre entre 6 e 8 de Fevereiro em Berlim.

Num stand de 495 metros quadrados, 37 empresas e organizações portuguesas vão servir de montra à melhor produção nacional, perante os 78 mil visitantes previstos, oriundos de 130 países.

Esta participação acontece num momento histórico para o sector, que está perto de atingir 3.000 milhões de euros de volume de negócios, com as exportações a valerem 50% deste valor.

«As nossas previsões apontam para termos atingido em 2018, pela primeira vez, os 1.500 milhões de euros em exportações», revela o presidente da Portugal Fresh, Gonçalo Santos Andrade, realçando os dados até agora disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística.

As exportações de frutas, legumes e flores alcançaram, entre Janeiro e Novembro do ano passado, 1.372 milhões de euros, subindo 1% face a igual período do ano anterior. «Este crescimento é prova da grande competência e persistência das empresas nacionais face às inúmeras adversidades registadas durante o difícil ano agrícola de 2018. Conseguir o feito de chegar aos 1.500 milhões de euros nesta altura é algo que nos enche de orgulho», acrescenta o responsável.

Em sintonia, as vendas para a Alemanha valeram 89,4 milhões de euros nos primeiros 11 meses de 2018 – mais 1,3% que no período homólogo de 2017.

Um crescimento sustentado desde 2015 e fruto das parcerias estabelecidas com parceiros neste mercado, incluído o grupo retalhista LIDL, que permitiram às frutas e legumes nacionais estarem presentes nos supermercados alemães.

A maior economia europeia, com 83 milhões de habitantes, já é o quinto comprador de frutas e legumes portugueses.

A presença da Portugal Fresh naquele que é considerado o ‘campeonato do mundo’ das frutas e legumes, onde contará com a visita do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, servirá para estreitar laços não só com o mercado alemão e com os parceiros mais regulares, mas também com compradores de geografias cada vez mais relevantes nas compras mundiais do sector, como China, Índia e Indonésia.

«Estarão presentes compradores dos cinco continentes. Os nossos parceiros mais tradicionais, como Espanha, França, Reino Unido, Holanda, Alemanha e Brasil, também vão investir muito tempo no nosso stand, degustando produtos e reunindo com as empresas exportadoras», afirma Gonçalo Santos Andrade.

Espanha, França, Reino Unido, Holanda e Alemanha perfazem o top 5 dos maiores mercados das exportações nacionais. Juntos, estes cinco mercados representam 67% do total das exportações do sector.

A par da promoção externa, a Portugal Fresh tem como missão incentivar o consumo de fruta e legumes no mercado nacional.

Em 2018, mais 14 empresas da fileira fizeram-se associadas da Portugal Fresh, que conta agora com 85 empresas associadas, que representam 25% do valor do sector das frutas, legumes e flores.

Notícias relacionadas

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior 1ª Sessão do Ciclo de Conferências - Gestão Florestal, Território e Riscos Naturais
Próximo Para alimentar o planeta até 2050 é preciso menos carne e mais verduras e fruta

Artigos relacionados

Últimas

Autarca diz que está a ser preparado plano de intervenção no Sorraia

O presidente da Câmara de Benavente disse esta sexta-feira que foi criado um grupo de trabalho que está a preparar um plano de intervenção global no rio Sorraia, […]

Nacional

Como interpretar um rótulo. A vida útil dos géneros alimentícios

IntroduçãoInformação é poder: a rotulagem de um género alimentício, presente na sua embalagem e/ou no ambiente de compra, destina-se a dotar o consumidor de ferramentas úteis às suas escolhas alimentares, […]

Nacional

PME e midcaps têm mais 200 milhões para financiar investimentos e fundo de maneio

As PME vão poder receber até 12,5 milhões de euros por projeto de investimento no âmbito da nova linha de crédito que foi assinada esta manhã […]