Europa quer reforço da transparência nos preços do agroalimentar

A Comissão Europeia propôs esta quarta-feira em Bruxelas um conjunto de medidas que promovam uma maior transparência na forma como os preços dos produtos agroalimentares são determinados ao longo da cadeia de abastecimento alimentar. As medidas propostas abrangem os setores da carne, dos ovos, dos produtos lácteos, dos frutos e produtos hortícolas, das culturas arvenses, do açúcar e do azeite. A consulta pública à proposta de maior transparência decorrerá durante quatro semanas.

As propostas baseiam-se nos sistemas e procedimentos existentes de recolha de dados, utilizados pelos operadores e pelos Estados-membros para comunicar informações de mercado a Bruxelas, cujo âmbito de aplicação é alargado. Para o executivo comunitário, as diferenças de preços de compra e venda podem proporcionar informações sobre os custos intermédios – como transportes, seguros, armazenagem e outras – entre o vendedor e o comprador, visando reforçar o papel do agricultor na cadeia de abastecimento alimentar.

Em comunicado, a Comissão Europeia defende que “uma maior transparência permite apoiar melhores decisões empresariais e reforça a confiança numa relação justa entre as diversas fases da cadeia de abastecimento alimentar”. O acesso a informações atempadas e facilmente acessíveis sobre a evolução do mercado é também fundamental para a concorrência eficaz nos mercados mundiais, salienta ainda a Comissão.

“O reforço da transparência do mercado permitirá um acesso equitativo e uma maior clareza quanto à informação sobre os preços, tornando a cadeia alimentar mais justa e equilibrada”, disse o comissário europeu para a Agricultura, Phil Hogan. Cada Estado-membro será responsável pela recolha dos dados relativos aos preços e ao mercado.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Anterior A verdade dos fundos
Próximo BiodivSummit promove debate sobre biodiversidade no sítio certo

Artigos relacionados

Ofertas

Oferta de Estágio de Verão – Eng.ª Agronómica ou Florestal – Lamego – Remunerado

A GeoDouro é uma empresa sediada na cidade de Lamego, que presta serviços na área das Engenharias Geográficas. Possui também um Software próprio para a Gestão da Agricultura – denominado SIGP – Sistema Integrado de Gestão de Propriedades […]

Cotações ES

El final de la campaña mantiene los precios altos en patata


Semana sin cambios en los precios, pagándose la Agria a 40 céntimos de euro por kilo, según la Consejería de Agricultura de La Rioja. […]

Nacional

GNR apreende 2,7 toneladas de pinhas em Gouveia. Período de apanha só arranca a 1 de Dezembro

O Comando Territorial da Guarda, da GNR — Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Protecção Ambiental de Gouveia, dia 20 de Novembro, […]