Eurodeputada do PS diz nos Açores que manter verba do POSEI é prioridade do partido

“As prioridades no que toca à região dos Açores são desde logo assegurar que haja uma manutenção das dotações orçamentais para o POSEI [Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas], tem sido uma das nossas reivindicações, uma das nossas lutas”, afirmou a eurodeputada, falando aos jornalistas na Ribeira Grande, após uma reunião com o presidente da Federação Agrícola dos Açores (FAA), Jorge Rita, inserida no programa da visita de Isabel Carvalhais à região.

Em junho de 2018, o comissário europeu para a Agricultura, Phil Hogan, do anterior executivo comunitário, afirmou nos Açores que o programa POSEI não terá cortes no próximo quadro comunitário, a vigorar entre 2021 e 2027.

A proposta inicial da Comissão englobava um corte de 3,9% naquele programa específico para as regiões ultraperiféricas.

Isabel Carvalhais apontou como outra prioridade do setor agrícola açoriano a “inclusão social do agricultor”, profissional que tem de ser preparado para “as novas exigências do mundo agrícola” e que tem uma “média de rendimentos mais baixa do que qualquer outro trabalhador”.

A eurodeputada frisou que é preciso “pensar na renovação das gerações” de modo a “garantir a vitalidade do mundo rural”, uma vez que os agricultores “em geral” têm um perfil envelhecido.

A socialista espera que o novo quadro comunitário de apoio tenha em atenção o “papel tão importante do agricultor”, uma vez que este é o “mais interessado” na sustentabilidade ecológica.

“O agricultor não pode ser visto como o inimigo da agricultura sustentável. Ele é o grande motor, é a chave dessa agricultura ambientalmente sustentável, tem de ser trazido para a equação e nunca ser colocado numa posição de inimigo”, salientou.

A deputada ao Parlamento Europeu destacou que a reunião com a Federação Agrícola serviu para perceber os anseios do setor na região.

“Estamos atentos no Parlamento Europeu e em particular no meu papel enquanto membro comissão de Agricultura. Estamos atentos a tudo aquilo que são as preocupações atuais neste quadro de negociação e transição para uma nova PAC [Política Agrícola Comum]” relevou.

Na ocasião, o presidente dos agricultores açorianos, Jorge Rita, assinalou a “disponibilidade” e o “conhecimento” da eurodeputada nas questões do setor, destacando que a agricultura nos Açores “melhora consideravelmente o ambiente” e relevando o papel do setor agrícola “em prol de uma economia sustentável” na região.

A eurodeputada Isabel Carvalhais assumiu funções após a morte de André Bradford, que integrou as listas ao hemiciclo europeu por indicação do PS/Açores.

Na quinta-feira, Isabel Carvalhais esteve reunida com o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro.

Na agenda da eurodeputada, que deixa São Miguel na sexta-feira, está ainda prevista uma reunião com o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Meneses, e visitas à fabrica de chá da Gorreana, à plantação de ananases Boa Fruta, ao parque tecnológico Nonagon e à lota de Ponta Delgada.

Continue a ler este artigo no Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior Resumo Climatológico de janeiro
Próximo Barragem de Campilhas está a 9.1% da sua capacidade, preocupante, no mínimo

Artigos relacionados

Últimas

Portugal 2020 injetou, por semana, 50 milhões de euros na economia

A cada semana da atual legislatura (180 semanas), o Portugal 2020 injetou 50 milhões de euros na economia. A contabilização foi feita pelo ministro do Planeamento no encerramento da Mostra Portugal 2020. […]

Nacional

Açores. Ajuda do POSEI à produção de meloa cresce 22% em 2020

O apoio do POSEI Açores — Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultra-periféricas — à […]

Sugeridas

www.syngenta.pt – Syngenta renova website

Já está online o novo website da Syngenta! Mais dinâmico e interativo, permite uma navegação intuitiva e melhor acesso a toda a informação sobre a atividade e novidades da Syngenta em Portugal. […]