Estudo promove uma correta alimentação dos animais

Estudo promove uma correta alimentação dos animais

O projeto é liderado pela Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro (UTAD), que visa estudar a cadeia alimentar assente no conceito “Farm to Fork” (do campo ao prato).

O estudo, intitulado “UTAD Food Allianz”, incide sobre a correta alimentação dos animais, com vista a promover a saúde e bem-estar dos mesmos, que se reflete posteriormente numa alimentação saudável e de qualidade do consumidor de carne.

Para o responsável pelo projeto, Emídio Gomes, não há dúvidas de que a alimentação, assim como a saúde e o bem-estar dos animais “têm impacto na qualidade de carne e dos produtos cárneos e, consequentemente, na saúde do consumidor”.

Neste sentido, o estudo “UTAD Food Allianz” incide no desenvolvimento de novos métodos e estratégias que vão desde a produção de alimentos para animais, passando pela avaliação da saúde e bem-estar destes e pelo comércio de carnes e produtos cárneos, até ao consumidor final, com a avaliação das preferências, tendências e perceções, de forma a englobar trabalhos inovadores ao longo de toda a cadeia de valor alimentar.

“A indústria da alimentação animal europeia é fortemente dependente de recursos alimentares ricos em proteínas, fortemente dependente de mercados externos e de difícil sustentabilidade a longo prazo”, refere Emídio Gomes, responsável pelo projeto, acrescentando: “Espera-se com este projeto fortalecer o conhecimento sobre as tendências do consumo de produtos de origem animal, com o objetivo de ajudar o setor a preparar-se e adaptar-se às mudanças esperadas e fomentar o conhecimento e a inovação ao nível da cadeia alimentar”.

Seguindo os princípios da economia circular, pretende-se ainda abordar a valorização de subprodutos, com vista à obtenção de novos produtos inovadores, numa lógica de sustentabilidade da cadeia de valor alimentar.

O “UTAD Food Allianz” foi aprovado pelo Portugal 2020, com um financiamento de 2,58 milhões de euros, e insere-se nos objetivos da “Rede Internacional de Food Chain Alliance”, composta pela UTAD e pelo Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), que constitui a participação portuguesa da rede europeia “Food Chain Management Alliance”, liderada pela Fraunhofer Gesellschaftuer. Esta Rede pretende contribuir para a discussão e elaboração de importantes documentos para o futuro do setor da carne, em estreita ligação com a FEFAC – European Feed Manufacturers Federation.

Comente este artigo
Anterior Ministra anuncia apoio excecional de 8 ME para o setor do vinho
Próximo Bolsa do Porco - Semana 18/2021 - Subida de 0,020 euros

Artigos relacionados

Nacional

Incêndios: UE reforça frota de meios aéreos do mecanismo de proteção civil

O executivo comunitário indicou que, “para preparar o risco de incêndios florestais durante o próximo verão”, a UE decidiu reforçar a frota de aeronaves de combate a fogos e está […]

Sugeridas

Medidas excecionais – mercados de gado vivo incluindo leilões

A DGAV emite a Orientação Técnica n.º 1/DGAV/COVID-19 sobre as Medidas excecionais a atender em mercados de gado vivo incluindo leilões, […]

Últimas

Continente prevê comprar 550 toneladas de cereja portuguesa em 2019

A cadeia de hipermercados Continente prevê comprar, em 2019, cerca de 550 toneladas de cereja portuguesa, provenientes de cinco fornecedores: a Cerfundão (que agrupa cerca de 50 produtores), […]