Estudantes da UTAD discutem Inovação e o Futuro da Floresta

Estudantes da UTAD discutem Inovação e o Futuro da Floresta

A Associação de Estudantes de Engenharia Florestal (AEEF) vai realizar as VI Jornadas Florestais. O evento decorre no Auditório do Ciências Florestais da Escola de Ciências e Tecnologia (Pólo II), na Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD), nos próximos dias 4 e 5 de abril, e tem como tema “Inovação e o Futuro da Floresta”.

A iniciativa pretende expor ao público as mais recentes inovações nos processos de gestão da floresta, na tecnologia e nas políticas florestais e serão abordados vários temas em redor da inovação e do futuro do setor.

No dia 4, os temas centrais serão a inovação na gestão e na tecnologia. Durante a manhã, quatro palestras vão abordar questões como os problemas criados pelas invasoras, os serviços de ecossistemas, a gestão para a maximização dos resultados financeiros, e por fim uma passagem para a segunda parte, relativa às tecnologias. Durante a tarde, serão abordados cinco temas, nomeadamente os vários usos da fibra de madeira, simuladores para auxílio da gestão florestal, novos aproveitamentos da madeira, e ainda a deteção remota e as doenças em contexto florestal.

No dia 5, sendo o assunto em foco as políticas florestais, as apresentações serão viradas para o público em geral com palestras sobre os territórios comunitários, com a presença de representantes da Agência para a Gestão Integrada dos Fogos Rurais (AGIF), do Observatório Técnico Independente (OTI), do Laboratório da Paisagem de Guimarães, e ainda da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP). Durante a tarde, será aberta a discussão ao público, com uma mesa redonda onde, além das entidades supracitadas, estarão presentes a BALADI e a FORESTIS.

Para encerrar as VI Jornadas Florestais a tuna Imperialis Serenatum Tunix fará uma atuação e o dia encerra com um churrasco de convívio, para “manter a discussão acesa entre os oradores e a audiência”.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior CNA promove Encontro / “Oficina” Reforma da pac: propostas da agricultura familiar - 30 março - Fundão
Próximo Pedro Amaral Jorge é o novo presidente da APREN

Artigos relacionados

Valorização

Bioeconomia circular para aumentar o valor da floresta

Recursos florestais lenhosos com aproveitamento diferenciado, serviços do ecossistema remunerados e promoção de produtos florestais não lenhosos são três caminhos para aumentar o valor […]

Sugeridas

Governo descativa três milhões do IVDP para apoiar produtores de vinho do Porto

O Governo vai disponibilizar três milhões de euros dos saldos de gerência do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) para a criação de uma […]

Dossiers

Incêndios: números de 2020 “não foram simpáticos”, mas ficaram aquém do pior cenário

Após dois anos de decréscimo, relatório do ICNF indica que Portugal registou incrementos nos valores de área ardida, no número de incêndios de grande dimensão e na área média consumida em […]