Espanha ultrapassa Alemanha e torna-se principal produtora europeia de suínos

Espanha ultrapassa Alemanha e torna-se principal produtora europeia de suínos

Espanha superou a Alemanha na produção de suínos (tanto em número de abates como de quantidade de carne produzida), tornando-se assim o principal país produtor na Europa. Estes dados constam do barómetro suíno para o mês de setembro, elaborado pela Organización Interprofesional Agroalimentaria del Porcino de Capa Blanca  (Interporc), e onde é feito um saldo da situação atual do setor a nível global, relata o Portal Veterinaria.

O barómetro refere ainda que os produtores europeus procuram novos destinos para exportação, devido à retirada da China, o que fez com que a concorrência se intensificasse no sudeste asiático, área pela qual os países europeus e americanos competem.

As principais preocupações do setor estão centradas nos custos de produção, principalmente devido ao aumento dos preços dos cereais e da energia. O aparecimento da peste suína africana (PSA) na República Dominicana e no Haiti, assim como a variante delta da covid-19 são outras das preocupações.

A Alemanha, a Dinamarca e a Espanha são os principais concorrentes da Espanha no mercado da carne de porco na Europa. A Europa foi afetada por uma oferta elevada e um abrandamento das exportações para a China, o que fez com que grande parte da produção tivesse de ser comercializada fresca na Europa ou fosse aumentado o stock de carne congelada.

Já na América, os preços mantiveram-se estáveis nos Estados Unidos da América (devido ao consumo interno e às exportações para o México) e no Brasil (continuou a exportar em grande quantidade para a China).

Na China, o preço das carnes grossistas continua a diminuir devido ao seu elevado stock de carne congelada importada, ao aumento da produção nacional, e a uma diminuição do consumo.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Desperdícios da agricultura podem ajudar na dieta animal
Próximo Incêndios: Novo sistema de gestão integrada entra em vigor em janeiro de 2022

Artigos relacionados

Últimas

Incêndio no Pinhal de Leiria em outubro de 2017 terá resultado de dois reacendimentos

Segundo o Ministério Público (MP), das diligências realizadas pela Polícia Judiciária, ficou demonstrado que “a área ardida tem origem em dois reacendimentos”, […]

Últimas

Cunicultura – Projectar o Futuro – 12 e 13 de novembro – Vila Real

Nos próximos dias 12 e 13 de novembro de 2019 a ASPOC – Associação Portuguesa de Cunicultura e a APEZ […]

Dossiers

CNA: Ajudas à Agricultura Familiar devem chegar rapidamente aos agricultores

A Ministra da Agricultura anunciou hoje um pacote de medidas, algumas delas dedicadas à Agricultura Familiar. Finalmente, e depois de […]