Empresas do setor das celuloses vão pagar taxa. Proposta do BE passa no Parlamento

Empresas do setor das celuloses vão pagar taxa. Proposta do BE passa no Parlamento

O Bloco de Esquerda conseguiu o ok do Governo para incluir no Orçamento uma proposta de criação de uma contribuição das empresas do setor das celuloses.

O Bloco de Esquerda conseguiu o acordo do Governo para a criação de uma taxa sobre as empresas do setor das celuloses para a conservação dos recursos florestais. O ok do Executivo já era expectável, mas só foi fechado já no decurso do debate e votação na especialidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020).

A proposta foi aprovada com os votos do BE, PCP, PS e PAN. Contra votaram o PSD, CDS, IL e Chega.

A criação desta taxa não consta da proposta de lei que o Governo entregou no Parlamento, mas o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, não excluiu a possibilidade de apoio a esta proposta caso algum partido a entregasse durante a fase em que os partidos entregam alterações ao OE2020.

Uma proposta, sob a forma de autorização legislativa, já tinha sido entregue no Orçamento do Estado do ano passado. No entanto, não foi concretizada. Desta vez, a ideia não fez parte da proposta de lei do Governo, mas o Bloco de Esquerda colocou-a em debate através de uma proposta de alteração ao OE. “É criada uma contribuição especial para a conservação dos recursos florestais, com o objetivo de promover a coesão territorial e a sustentabilidade dos recursos Florestais”, diz a proposta do Bloco.

A proposta estabelece uma “taxa de base anual a incidir sobre o volume de negócios de sujeitos passivos de IRS ou IRC que exerçam, a título principal, atividades económicas que utilizem, incorporem ou transformem, de forma intensiva, recursos florestais”. O Ministério do Ambiente obriga-se a “cumpri-la, sem qualquer omissão, mas com a latitude que essa autorização lhe conferir”.

O artigo foi publicado originalmente em ECO.

Comente este artigo
Anterior Federação Agrícola dos Açores contesta propostas de aplicação de taxas adicionais no setor agrícola
Próximo Madeira vai "equacionar" permanência de meio aéreo para combate a fogos florestais todo o ano

Artigos relacionados

Últimas

Incêndios: Fogo do Fundão em fase de rescaldo e vigilância

Cerca das 10:40 de hoje, ainda se encontravam no local cerca de 300 bombeiros e 95 meios operacionais, em ações de vigilância e operações de rescaldo de pontos quentes. […]

Últimas

Ilegalidades obrigam agricultores a devolver mais de meio milhão de euros

As irregularidades abrangem dois fundos europeus e estão, na sua maioria, relacionadas com a elegibilidade das despesas apresentadas e com o investimento inexistente, […]

Nacional

Incêndio na Grande Canária começa a perder força

As primeiras notícias de hoje sobre o ponto de situação do fogo dão conta de que afinal o incêndio não entrou na Reserva Natural de Inagua. […]