Eleito o “Melhor Jovem Agricultor 2019”

Eleito o “Melhor Jovem Agricultor 2019”

[Fonte: CAP] Gonçalo Dias de Assis Lopes venceu o prémio de Melhor Jovem Agricultor 2019, com a SEABERRY, Sociedade Agrícola Lda, fruto da parceria familiar de Gonçalo Assis Lopes e José Álvaro Assis Lopes, uma produção de morangos em sistema semi-hidropónico.

O anúncio foi feito na Conferência “O Fututo dos Jovens Agricultores”, que se realizou hoje na Feira Nacional de Agricultura, em Santarém. A SEABERRY surge como resultado da vontade de promover um projeto de vida de um jovem agricultor dedicado ao desenvolvimento agrícola, aliado ao emprego das mais recentes tecnologias aplicadas à atividade deste setor.

 Gonçalo Dias de Assis Lopes licenciou-se em arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da U.T.L. em 2004. Em 2011 entrou para a empresa de Consultoria de Engenharia Consulgal,S.A. para fiscalizar, enquanto arquiteto residente, a construção de uma cidade de raiz composta por 3300 unidades de habitação e edifícios públicos, em Zentan, na Líbia. Em 2016, através da vontade de consolidar um projeto de vida dedicado ao desenvolvimento agrícola, recorrendo às tecnologias mais recentes, decide iniciar um projeto familiar com José Álvaro de Assis Lopes fundando a SEABERRY, Sociedade Agrícola Lda., na região da Ericeira.

Comente este artigo
Anterior Projeto AgriEmpreende recebeu mais de 80 candidaturas e acelerou 33 ideias de negócio da fileira agroalimentar
Próximo “Discriminatória e infundada”. Associação critica fim de apoios a novos olivais no Alqueva

Artigos relacionados

Nacional

Banco Mundial desembolsa 216 milhões de euros para agricultura em Moçambique


Maputo, 15 fev (Lusa) — O Banco Mundial vai desembolsar 16 mil milhões de meticais (216 milhões de euros) para um projeto de desenvolvimento rural Integrado e Inclusivo em Moçambique, anunciou o ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, citado hoje pela imprensa local. […]

Nacional

Seca: Produção de algumas espécies de plantas pode estar em causa

[Fonte: Jornal de Negócios]

“A seca afeta fundamentalmente as culturas em regime de sequeiro. No entanto, as culturas de regadio não saem incólumes deste acidente climático”, disse, em resposta à Lusa, o professor do Instituto Superior de Agronomia (ISA) João Paulo de Melo e Abreu.  […]

Dossiers

Incêndios: Especialistas dizem que falta de fiscalização e formação permitiu “laxismo”

[Fonte: SAPO 24]
Especialistas em incêndios florestais defendem que tem faltado fiscalização e investimento na formação de técnicos para a elaboração dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), o que permitiu algum “laxismo” por parte das autarquias.

Em declarações à Lusa, […]