Ébola das Oliveiras –  Rafael Martins Morais

Ébola das Oliveiras – Rafael Martins Morais

“Ébola das Oliveiras” chega a Espanha, e deixa agricultores e as autoridades alarmadas. Esta bactéria propaga-se rapidamente e destrói culturas inteiras. As notícias que nos chegam do país vizinho, estão a deixar os produtores de azeite em “estado de alerta”, pois essa mesma bactéria é de rápida propagação, que dízima as oliveiras e outras árvores de fruto.Essa bactéria xylella fastidiosa, foi detectada em 2013 no sul de Itália em apenas 4 anos dizimou culturas inteiras, essa mesma ganhou a alcunha de “Ébola das oliveiras “ .

Os agricultores italianos dizem não saber o que fazer.

No ano passado, em Outubro chegou a ilha espanhola de Maiorca. Embora as autoridades, espanholas tenham garantido aos agricultores, que estava tudo controlado, e que as árvores infectadas estavam isoladas, foram surgindo novos focos da doença em várias cidades e ilhas espanholas.

Segundo o “ El Confidencial”, a xylella fastidiosa “ataca” com grande propagação nefasta o café e as árvores como a oliveira, a amendoeira, a videira, a ameixoeira, o pessegueiro, a laranjeira e o limoeiro. Quando uma árvore é infectada, a bactéria impede a circulação da seiva :as folhas murcham; os galhos secam e a planta acaba por morrer asfixiada.

Como produtores devemos, estar atentos a estes fenómenos, embora ainda não exista cura para essa doença, devemos prevenir com podas sanitárias, e desinfecção dos galhos intervencionado, o ideal seria fazer uma aplicação de oxicloreto de cobre 3 vezes, já testado em Nogueiras, que apresentaram este sintoma.

 

Rafael Martins Morais

Jovem Agricultor/ Gestor Quinta do Val Mon Paz

 

 

Comente este artigo
Anterior Mais de 128.000 hectares ardidos, maior área da última década em período homólogo
Próximo Marché foncier Tous les prix 2016 des terres agricoles dans les Pays de la Loire

Artigos relacionados

Opinião

Algumas reflexões sobre o futuro da agricultura de regadio em tempos de reforma da PAC – Tomás Roquette Tenreiro

No seguimento da III Jornada Agrobank organizada em Córdoba no passado dia 14 de Novembro de 2018, na qual se debateu o futuro da agricultura de regadio, surgiram alguns pontos de reflexão que considero relevantes para o contexto Português.
Em período de reforma da PAC, para a qual se prevê uma redução de cerca de 5% (em valores correntes) do seu orçamento a nível Europeu comparativamente ao período actual (2014-2020), […]

Opinião

O glifosato e a “guerra do glifosato” – Pedro Fevereiro

A Plataforma Transgénicos Fora (PTF) apresenta um estudo de quantificação de glifosato na urina de voluntários, realizado em 2018. Os valores médios detetados nas amostras foram de 0,35 ng/ml em julho e de 0,31 ng/ml em outubro. Os métodos de quantificação foram diferentes para cada data. […]

Opinião

Estratégias políticas “comandam” combate ao Incêndio de Monchique e Silves… – João Dinis

O recente incêndio que correu a Serra de Monchique e abrasou os concelhos de Monchique e Silves teve a violência e a extensão – cerca de 30 mil hectares ardidos – que dramaticamente são já comuns a muitos Incêndios Florestais e Rurais.
Note-se que já em 2003 a mesma zona, […]