Ébola das Oliveiras –  Rafael Martins Morais

Ébola das Oliveiras – Rafael Martins Morais

“Ébola das Oliveiras” chega a Espanha, e deixa agricultores e as autoridades alarmadas. Esta bactéria propaga-se rapidamente e destrói culturas inteiras. As notícias que nos chegam do país vizinho, estão a deixar os produtores de azeite em “estado de alerta”, pois essa mesma bactéria é de rápida propagação, que dízima as oliveiras e outras árvores de fruto.Essa bactéria xylella fastidiosa, foi detectada em 2013 no sul de Itália em apenas 4 anos dizimou culturas inteiras, essa mesma ganhou a alcunha de “Ébola das oliveiras “ .

Os agricultores italianos dizem não saber o que fazer.

No ano passado, em Outubro chegou a ilha espanhola de Maiorca. Embora as autoridades, espanholas tenham garantido aos agricultores, que estava tudo controlado, e que as árvores infectadas estavam isoladas, foram surgindo novos focos da doença em várias cidades e ilhas espanholas.

Segundo o “ El Confidencial”, a xylella fastidiosa “ataca” com grande propagação nefasta o café e as árvores como a oliveira, a amendoeira, a videira, a ameixoeira, o pessegueiro, a laranjeira e o limoeiro. Quando uma árvore é infectada, a bactéria impede a circulação da seiva :as folhas murcham; os galhos secam e a planta acaba por morrer asfixiada.

Como produtores devemos, estar atentos a estes fenómenos, embora ainda não exista cura para essa doença, devemos prevenir com podas sanitárias, e desinfecção dos galhos intervencionado, o ideal seria fazer uma aplicação de oxicloreto de cobre 3 vezes, já testado em Nogueiras, que apresentaram este sintoma.

 

Rafael Martins Morais

Jovem Agricultor/ Gestor Quinta do Val Mon Paz

 

 

Comente este artigo
Anterior Mais de 128.000 hectares ardidos, maior área da última década em período homólogo
Próximo Marché foncier Tous les prix 2016 des terres agricoles dans les Pays de la Loire

Artigos relacionados

Opinião

AIS Lisboa 2017. Um retrato da Agricultura do Futuro? – Nuno Góis

Durante os passados dias 11 e 12 de outubro decorreu o Agro Innovation Summit 2017 em Oeiras. De forma simplista podemos descrever esta iniciativa como uma “espécie” de Websummit mas dedicado exclusivamente à Agricultura e que este ano teve como tema a “Digitalização da Agricultura”.
Antes de mais é necessário parabenizar os promotores deste evento nomeadamente a Comissão Europeia, […]

Opinião

SEMEAR: Capacitação e inclusão profissional no sector agroalimentar – Tomás Coimbra

O Sector Agroalimentar, composto pela Agricultura, a Indústria e o Comércio, tendo grande dispersão geográfica, abarca uma enorme diversidade de tarefas e ambientes profissionais. Aproveitar estas características para proporcionar emprego e mais dignidade às pessoas, que tendo maiores dificuldades na integração, encontram neste sector uma solução de trabalho, […]

Opinião

Considerações sobre a utilização de efluentes pecuários – Manuel Chaveiro Soares

A valorização agrícola dos efluentes pecuários, simples ou tratados, constitui uma prática milenar e muito apreciada pelos agricultores devido aos benefícios decorrentes para a fertilidade dos solos. Da recente constituição de unidades de produção animal concentrada, e consequente acumulação de efluentes, emergiram alguns riscos sanitários – […]