DS Smith participou no FSC Friday 2019

DS Smith participou no FSC Friday 2019

Decorreu a 27 de Setembro, em Lisboa, o FSC Friday 2019, um business forum organizado anualmente pela FSC Portugal para «promover a importância de uma gestão florestal responsável» e de «abordar temáticas como a desflorestação ou incentivar o consumo mais responsável pela sociedade de produtos de papel e madeira, entre outros». No evento, subordinado ao mote “Florestas para todos para sempre – Opções sustentáveis para as embalagens do presente e do futuro”, José Oliveira, o director comercial da DS Smith Packaging Portugal, participou no painel “A certificação como ferramenta de valorização da floresta”.

Segundo um comunicado da DS Smith, o seu representante «falou sobre os desafios que actualmente as empresas enfrentam em matéria de sustentabilidade, entre os quais se destacam a redução dos plásticos ou o crescimento do comércio electrónico». Para José Oliveira, com o objectivo de fazer face a estas tendências, «a inovação é um factor determinante no desenvolvimento das nossas embalagens, estando focados em conceber soluções ajustadas aos produtos, nas quais se utiliza menos fibras na embalagem, reduzindo, consequentemente, os resíduos delas resultantes».

O director comercial da DS Smith Packaging Portugal também afirmou que a «sustentabilidade é um dos pilares estratégicos da DS Smith, e é por isso que estamos constantemente a trabalhar para reduzir ao máximo a pegada da nossa actividade no meio ambiente; na DS Smith preocupamo-nos em aumentar a reciclabilidade e promover os benefícios de uma economia circular». A empresa realça que a circularidade do packaging constitui «um aspecto básico da nossa filosofia de trabalho», de que é prova o recente acordo estabelecido com a Fundação Ellen MacArthur, através do qual «impulsionamos a nossa iniciativa sobre a economia circular», sendo que também «contamos com o apoio desta entidade para inovar em todas as nossas áreas de negócio, incluindo a reciclagem e a eficiência no uso de carbono no comércio eletrónico».

A DS Smith sublinha que, sendo a sustentabilidade corporativa «um processo contínuo que afecta toda a cadeia de fornecimento, a adopção de embalagens sustentáveis para a protecção, transporte e armazenamento dos produtos é imperativa no presente e para o futuro». Neste âmbito, a empresa explica que «utiliza papéis 100% reciclados ou com certificação da cadeia de custódia, de modo a garantir que a matéria-prima das suas embalagens é proveniente de florestas geridas de forma responsável».

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Fruit Attraction reconhece inovação com os Prémios Accelera
Próximo "Exportação é uma prioridade nacional" - Eduardo Diniz

Artigos relacionados

Dossiers

Auditoria do Tribunal de Contas sobre incêndios é pedagógica – Liga Bombeiros

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses considerou hoje que a auditoria do Tribunal de Contas (TdC) que conclui que faltam concretizar medidas de prevenção e combate a […]

Comunicados

AgroSemana 2017 – Feira Agrícola do Norte

A AgroSemana – Feira Agrícola do Norte, que decorreu de 31 de agosto a 3 de setembro, no Espaço AGROS, afirmou-se, […]

Dossiers

Paredes de Coura oferece 15 mil árvores para plantar em 24 hectares de floresta

A Câmara de Paredes de Coura iniciou hoje a distribuição de 15 mil árvores pelas juntas de freguesias para garantir a plantação de 24 hectares de floresta […]