DRAP Algarve visita casos de sucesso no agroalimentar e da economia do mar

A Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) irá iniciar no próximo dia 30 de Outubro um conjunto de visitas a projectos de investimento que são casos de sucesso nas áreas da produção agroalimentar, florestas, pescas/aquacultura e da transformação, nomeadamente apoiados por fundos comunitários, e localizados nos vários concelhos da Região do Algarve.

Estas sessões, intituladas “Roteiros aMARaTERRA”, visam divulgar o que de melhor se está a fazer em termos de inovação, empreendedorismo, sustentabilidade ambiental e impacte socioeconómico no sector primário e da transformação algarvios, destacando o papel de empresários e empresas que em muito contribuem para o esbater das assimetrias sócio-económicas e para a coesão territorial do Algarve.

Primeiro Roteiro

Neste primeiro Roteiro a DRAP Algarve irá mostrar “três bons exemplos de sucesso com a aplicação dos fundos comunitários”, nomeadamente a Quinta das Seis Marias – no Sargaçal – Lagos, a Salivitae – na Figueira – Portimão, e a Aqualvor, Piscicultura – Vale da Lama, Odiáxere – Lagos.

Salivitae

A Salivitae é uma empresa de dois jovens agricultores com formação superior (Hugo Mariano e Ricardo Coelho), que apostaram numa produção inovadora de plantas halófitas (salicórnia), cujo investimento foi apoiado pelo PDR 2020.

Quinta das Seis Marias

A Quinta das Seis Marias foi adquirida em meados dos anos 80 pelos actuais proprietários. A mãe e as cinco filhas, todas de nome Maria, deram origem ao nome da quinta. A quinta desenvolve uma agricultura em modo de produção biológico, horticultura ao ar livre e em estufa, e alguma fruticultura diversa.

Na quinta existe um ponto de venda dos produtos produzidos e mais recentemente um alojamento na vertente de agroturismo.

Aqualvor

A Aqualvor, Piscicultura é uma empresa de aquacultura situada na reserva natural da Ria de Alvor, no Concelho de Lagos. A actividade de aquacultura teve início em 1989 com a produção de ostras, simultaneamente dourada e robalo e ainda algum linguado com origem na ria.

Com uma equipa de 20 elementos composta por biólogos, engenheiros e técnicos da especialidade, afirmam-se no mercado português de aquacultura como uma empresa de referência. A Aqualvor foi apoiada pelo Mar 2020 no âmbito de uma candidatura aos investimentos produtivos em aquacultura.

Programa do Roteiro de 30 de Outubro 2019

  • 10h00 – Salivitae , Produção de plantas halófitas (Salicórnia), Figueira-Portimão;
  • 11h00-13h:00 – Associação de Regantes e Beneficiários do Alvor (Odiáxere – Lagos); Barragem e Central Hidroeléctrica; Estação Elevatória (Alvor – Portimão);
  • 15h00 – Aqualvor, Piscicultura -Vale da Lama, Odiáxere – Lagos;
  • 16h00 – Quinta das Seis Marias, Agricultura Biológica- Sargaçal – Lagos.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Recenseamento Agrícola 2019 - Inicia-se a 25 de outubro a recolha de dados no terreno
Próximo INE: RECENSEAMENTO AGRÍCOLA 2019 - RECOLHA DE DADOS TEM INÍCIO A 25 DE OUTUBRO

Artigos relacionados

Comunicados

FENAREG reclama investimento na melhoria da qualidade da água

FENAREG felicita novo ciclo de planeamento da água e reclama investimento na melhoria da qualidade da nossa água
A aprovação de um segundo ciclo de planeamento dos recursos hídricos é uma marca importante no calendário da política da água. […]

Blogs

Continente investe em trigo do Alentejo para fabrico de pão

Há milhares de anos que o pão faz parte do regime alimentar das diversas civilizações que foram percorrendo a História da Humanidade. Feito […]

Sugeridas

Imigrantes realojados na Pousada de Almograve ansiosos para voltar ao trabalho

Dez dos 28 trabalhadores imigrantes que foram realojados na Pousada da Juventude de Almograve, no concelho de Odemira (Beja), aguardavam esta tarde no exterior para se reunirem […]