Dominado incêndio que mobilizou mais de 100 bombeiros em Azambuja junto à A1

Dominado incêndio que mobilizou mais de 100 bombeiros em Azambuja junto à A1

Mais de 100 operacionais apoiados por 28 viaturas e três aviões estão esta quinta-feira a combater um incêndio que deflagrou em Azambuja.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa, o alerta para o fogo foi dado às 11h36 e as chamas estão a lavrar “numa zona de mato e pinhal”, não havendo “casas nas proximidades”.

O incêndio começou na localidade da Quinta da Texuga, freguesia de Azambuja, concelho de Azambuja, no distrito de Lisboa, já junto à fronteira com o concelho de Alenquer, entre a A1 e a Serra da Ota.

Segundo o CDOS de Lisboa, os 106 operacionais estão a ser apoiados por 28 veículos e três meios aéreos: dois aviões pesados e um de monitorização da Força Aérea.

Ao que a Renascença apurou junto de fonte da Proteção Civil, o combate está a evoluir favoravelmente e está nesta altura dominado.

De acordo com a página da Proteção, até à hora de almoço (13h00), registaram-se três dezenas de fogos florestais, um pouco por todo o país, exceto em Trás-os-Montes.

[notícia atualizada às 14h51]

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Câmara de Proença-a-Nova defende criação de rede europeia de territórios resineiros
Próximo Fumeiro de Boticas premiado em Concurso Nacional de Fumeiros Tradicionais

Artigos relacionados

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Agrónomo – Zambujeira do Mar

Empresa dedicada à produção de pequenos frutos (framboesas), exploração de aproximadamente 20hc, situada na Zambujeira do mar. […]

Sugeridas

O sobreiro é um “escudo protetor” no combate às alterações climáticas

Apesar de ameaçado pelo aumento da temperatura, a diminuição da precipitação […]

Nacional

Brambles participa em workshop sobre economia circular

A Brambles, empresa que opera na área da logística da cadeia de abastecimento, apresentou recentemente no workshop “Impulsionadores da economia circular” […]