DFCI: intervenção integrada no Alto Tâmega

DFCI: intervenção integrada no Alto Tâmega

O Alto Tâmega é uma área de grande potencial florestal, com uma elevada ocupação de regeneração natural, designadamente de pinheiro bravo, tendo, no entanto, um conhecido e relevante histórico de incêndios rurais, que conduziu a uma urgente intervenção integrada por parte do ICNF na região.

Para dar a conhecer o trabalho realizado nesta região, a Diretora Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Norte, Sandra Sarmento, convidou o Presidente da Câmara Municipal de Boticas, o Comandante Operacional Distrital de Vila Real da ANEPC e o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Boticas para uma visita ao terreno.

Nesta visita percorreram-se troços da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível, executados em 2020, localizados estrategicamente, os quais “cortam” alguns dos grandes incêndios ocorridos nesta área.

Foi também visitado um troço em início de execução, podendo assim comparar-se o “antes e depois” deste tipo de infraestruturação, assim como os trabalhos de beneficiação de rede viária e divisional que decorrem em Boticas, com máquinas do ICNF.

A zona onde têm incidido os trabalhos, estende-se por Pinho, Mosteirão, Curros, Covas de Barroso, Vilar e Viveiro, no concelho de Boticas, até Canedo e Gardunho, no concelho de Ribeira de Pena.

O que está a ser feito:

A Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível, assente em Faixas de Interrupção de Combustível, pode, e deve, integrar-se no território como um elemento estruturante da paisagem, planeado e desenhado a uma escala intermunicipal, a fim de desempenhar um conjunto de funções assentes na defesa do espaço florestal e de pessoas e bens.

A instalação e beneficiação da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível assente em Faixas de Interrupção de Combustível, consiste resumidamente em:

  • Instalação e beneficiação de faixas de interrupção de combustível, que deverá ter 26 metros de largura, preferencialmente 10 m para cada lado da rede viária florestal, ocupando as áreas laterais à rede viária florestal numa faixa com o total de 20 m de largura;
  • Instalação e beneficiação de rede viária florestal;
  • Instalação e beneficiação de faixas de gestão de combustível, assentes em faixas de interrupção de combustível, preferencialmente com 50 m para cada lado da faixa, ocupando as suas áreas laterais, constituindo assim a Rede Primária uma faixa com cerca de 126 m de largura;
  • Manutenção da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível já existente.

A implementação da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível tem sido estabelecida de forma integrada com a gestão florestal e com outras tipologias de intervenção, nomeadamente Mosaicos Parcelas de Gestão de Combustíveis, Rede Viária Florestal e Rede Divisional.

Desenvolveram-se ainda intervenções através do setor de máquinas do ICNF, nomeadamente beneficiação de rede viária florestal e rede divisional.

Além dos projetos já em curso, e outros com previsão de execução para muito breve, estão ainda planeados vários projetos para a região inseridos nesta intervenção integrada, como é o caso da Instalação de Mosaicos de Parcelas de Gestão de Combustíveis ancorados em Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustíveis, nos quais se procederá à gestão dos vários estratos de combustível e à diversificação da estrutura e composição das formações florestais e dos matos, contribuindo para a eliminação de fortes acumulações de combustíveis, da continuidade de estratos de combustível (quer horizontal, quer verticalmente), da elevada representatividade de combustíveis finos que favorecem os saltos de fogo, da elevada proporção de combustíveis mortos e da distribuição geográfica desfavorável destas caraterísticas ao nível da paisagem.

ICNF, 2.março.2021

Comente este artigo
Anterior ENRD publica Newsletter de fevereiro 2021
Próximo Sociedade Civil: Frutos Vermelhos

Artigos relacionados

Nacional

Queijo de Jorge Coelho vence prémio internacional. Empresário dedica galardão aos pastores e às queijeiras

O prémio foi atribuído pela primeira vez a um queijo Serra da Estrela DOP.
A queijaria Vale da Estrela foi reconhecida pelo queijo Serra da Estrela Velho, […]

Eventos

Acção informativa ensina como certificar, instalar e manter povoamentos de eucalipto – 31 de Março 2017 – Santiago do Cacém

Acção de informação destinada a proprietários de Santiago do Cacém, que acontece na próxima sexta-feira, 31 de Março, na ADAL (Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano) já tem o seu programa fechado. […]

Últimas

Covid-19. Toneladas de alimentos estão a ser deitados ao lixo. E nem a cerveja escapa

Em todo o mundo, toneladas de fruta, legumes e milhares de ovos ou litros de leite estão a ser deixados ao lixo por dificuldades de escoamento de […]