Desemprego é razão para investir na agricultura e pescas em Angola

Desemprego é razão para investir na agricultura e pescas em Angola

O vice-presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) Sherif Khaled disse hoje que a alta taxa de desemprego é uma das principais razões para Angola apostar na diversfiicação, devendo privilegiar a agricultura e pescas.

“Angola está a lidar com uma taxa de desemprego de 30%, e é uma das razões para diversificar a economia, já que o combate ao desemprego provou ser um desafio consistente”, disse Sheirf Khaled, em entrevista à Lusa em Abidjan, à margem da reunião extraordinária de governadores do BAD que aprovou o aumento de capital do banco para 208 mil milhões de dólares.

O banqueiro sustentou que “parte do processo de diversificação tem de servir para ajudar Angola a ser autossuficiente em termos alimentares, não faz sentido o país importar metade dos alimentos que consome”.

O artigo foi publicado originalmente em Correio da Manhã.

Comente este artigo
Anterior Alcácer do Sal: se não chove, as barragens não enchem e quem paga a fatura da água mais cara são os produtores de arroz
Próximo Agricultores: “Não há alternativa” a alojar imigrantes do Mira

Artigos relacionados

Nacional

Europa tem 300.000 empresas no setor agroalimentar

Existem cerca de 300.000 empresas na União Europeia a produzir alimentos e bebidas que empregam 4.7 milhões de pessoas. Os números são da última edição das Estatísticas da Agricultura, […]

Últimas

CAP leva conferência internacional à FNA 2019 sobre desafios para a agricultura

A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal organiza, no dia 14 de Junho, na Feira Nacional de Agricultura (FNA 2019), […]

Nacional

Mais de 140 bombeiros e 11 meios aéreos combatem fogo em Oleiros

“Não há povoações em risco”, avançou à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, pelas 13:15, […]