Desastres Naturais são tema de Pós-graduação na UTAD

Desastres Naturais são tema de Pós-graduação na UTAD

O estudo dos desastres naturais e da redução de riscos encontra-se, atualmente, no topo das agendas locais, nacionais e internacionais, uma realidade que desafiou um grupo de docentes e investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) a avançarem com um curso de pós-graduação nesse domínio.

Trata-se da 2ª Edição do curso de pós-graduação em “Desastres Naturais e Redução de Riscos”, cujas inscrições se encontram abertas, devendo as aulas ter início em 17 de fevereiro próximo. O curso apresenta-se como oferta educativa inovadora da UTAD, dando resposta à necessidade crescente de formar especialistas treinados no desenvolvimento de soluções de mitigação de riscos relacionados com os desastres naturais, no presente e no decurso de alterações climáticas que se antecipem para o futuro.

“Sujeita como está, cada vez mais a eventos extremos, face às alterações climáticas e a outros fatores que se vão sucedendo nos tempos atuais, a sociedade precisa de se adaptar e prevenir”, justificou o diretor do curso, Fernando Pacheco, docente do departamento de Geologia da UTAD, assinalando que os temas abordados e as metodologias a adotar se afirmam “pela atualização de conteúdos e ferramentas, apresentando visões contemporâneas sobre a gestão dos riscos e a resposta da sociedade aos desastres naturais”.

A pós-graduação é considerada muito vantajosa para profissionais a trabalhar nas instituições que compõem os Centros de Coordenação Operacional Nacional ou Distrital do Sistema de Proteção Civil, como sejam Instituto da Conservação da Natureza e das Floresta, Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Autoridade Nacional de Proteção Civil, bem  como para profissionais de gabinetes técnicos das Câmaras Municipais, e também licenciados e mestres em Geologia, Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Arquitetura Paisagista, Economia e Sociologia, Geografia, e áreas afins.

Mais informações aqui.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior TRADE WARS AND SUPPORT TO FARMERS – TWO DIFFERENT TALES ACCROS THE ATLANTIC
Próximo Restrição dos apoios às medidas agroambientais coloca em risco agricultura sustentável e combate às alterações climáticas

Artigos relacionados

Últimas

Projeto INCREDIBLE divulga eventos no setor da cortiça e resinas

O projeto INCREdible – Redes de Inovação de Cortiça, Resinas e comestíveis na bacia do Mediterrâneo divulga através do seu Boletim de eventos nº […]

Últimas

XIII Feira do Cavalo Ponte de Lima abriu com Gala da Tradição

Abriu ontem ao público a XIII Feira do Cavalo de Ponte de
Lima, evento de referência a nível nacional e internacional, […]

Dossiers

Governo vai instalar laboratório de combate a efeitos das alterações climáticas em Elvas 

[Fonte: O Jornal Económico]
Trata-se de encontrar soluções “para uma agricultura sustentável, mais amiga do ambiente e mais capaz de responder aos desafios”, […]