Defesa da Floresta Contra Incêndios: Oleiros faz acções de gestão de combustível

[Fonte: Agricultura e Mar]

O Município de Oleiros tem procedido a acções de gestão de combustível no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios e do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios. Estas acções decorrem nas faixas laterais de terreno confinante a estradas municipais, com largura não inferior a 10 metros desde a berma do asfalto, para cada lado das mesmas.

Proprietários devem recolher o material

O material resultante da acção de gestão de combustível com valor comercial pertence aos proprietários, ficando no terreno, para que estes procedam à sua recolha num prazo de 15 dias úteis, findo esse período o respectivo material reverterá a favor da Câmara Municipal.

Neste sentido, o Município conta com “a colaboração dos proprietários dos terrenos abrangidos para a remoção destes materiais atempadamente, tendo em conta que o objectivo das faixas de gestão de combustível é a redução dos efeitos da passagem de incêndios, protegendo de forma passiva o nosso território”.

Conheça as áreas a intervencionar e já intervencionadas aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Defesa da Floresta Contra Incêndios: Oleiros faz acções de gestão de combustível foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Governo reconhece como catástrofe natural incêndios de Vila de Rei e Mação
Próximo PDR2020: Restabelecimento do Potencial Produtivo

Artigos relacionados

Sugeridas

Capoulas Santos garante que as “medidas agro-ambientais estão asseguradas”

[Fonte: rádio PAX]
Capoulas Santos, Ministro da Agricultura, esteve esta semana, em Castro Verde, na sessão comemorativa dos 30 anos da Associação de Agricultores do Campo Branco, […]

Últimas

Jornadas técnicas em Valpaços sobre “A rega na agricultura”

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Têm lugar a 26 de Julho, no Pavilhão Multiusos de Valpaços, […]

Últimas

Pedrógão: há mais prevenção, mas o risco continua

[Fonte: Expresso]

Entre 2016 e 2019, o Estado investiu mais €212 milhões de euros no sistema de gestão integrada de fogos florestais e equilibrou o peso do investimento na prevenção — […]