CRISPR | Será a edição genética a resposta para todos os males?

CRISPR | Será a edição genética a resposta para todos os males?

Uma das novas tecnologias que promete transformar a agricultura com a sua alta precisão, facilidade de utilização e baixo custo é o CRISPR-Cas. Saiba como esta ferramenta de edição de genomas pode responder às necessidades cada vez mais prementes da humanidade.

Os impactos do crescimento da população mundial são transversais e tudo indica que no futuro vão ser mais graves. A procura por alimentos, rações animais, biocombustíveis e biomateriais está a aumentar cada vez mais, tornando incontornável a necessidade de desenvolver e produzir variedades agrícolas mais produtivas, mais resistentes a pragas e doenças e mais adaptadas a condições adversas provocadas pelas alterações climáticas.

Uma das novas tecnologias que promete transformar a agricultura com a sua alta precisão, facilidade de utilização e baixo custo, dando resposta a estas necessidades cada vez mais prementes, é o sistema CRISPR-Cas, uma ferramenta que permite editar o genoma.

Na revisão do artigo Advanced domestication: harnessing the precision of gene editing in crop breeding, publicada no jornal de biotecnologia vegetal Wiley Online Library, os autores destacam o uso de edição genética baseada em CRISPR-Cas para fixar as variantes alélicas desejáveis, gerar novos alelos e quebrar ligações genéticas prejudiciais, entre outras capacidades. 

De referir que o melhoramento de plantas, apesar de ter beneficiado com o desenvolvimento de tecnologias modernas, continua limitado por fatores como a falta de diversidade genética e de uma maneira eficaz de combinar vários alelos favoráveis ​​para características complexas.

Será que a edição de genomas é a resposta para os principais desafios futuros da humanidade?

Leia o artigo científico em Wiley Online Library.

CiB – Centro de Informação de Biotecnologia

O artigo foi publicado originalmente em CiB - Centro de Informação de Biotecnologia.

Comente este artigo
Anterior Continente lança campanha sobre produtos frescos
Próximo Castro Daire, Fundão, Gouveia e Seia valorizam transumância com 300 mil euros

Artigos relacionados

Nacional

Relatório DGAV: Venda de pesticidas cai 17% em 2017. O valor mais baixo desde 2002

Os agricultores portugueses compram cada vez menos pesticidas. As vendas de produtos fitofarmacêuticos durante o ano de 2017, em Portugal, sofreu um novo decréscimo de cerca de 17% relativamente ao ano de 2016, […]

Dossiers

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 23 a 29 Março 2020

Na região de Entre Douro e Minho a oferta e a procura foram equilibradas. O escoamento foi lento devido ao baixo consumo. Forte concorrência de […]

Últimas

Óleo de palma exportado por São Tomé foi o dobro do cacau por quase metade do valor

A quantidade de óleo de palma que São Tomé e Príncipe exportou em 2020 (4.882 toneladas) foi o dobro da do cacau exportado (2.431 toneladas), mas quase metade em termos […]