COVID-19: As Cooperativas Agrícolas e os Agricultores não podem parar!

COVID-19: As Cooperativas Agrícolas e os Agricultores não podem parar!

As Cooperativas Agrícolas, socialmente preocupadas e comprometidas com a necessidade de conter a evolução do surto do COVID-19, e face à sua responsabilidade de garantir o provimento de bens alimentares às populações, solicitam ao Ministério da Agricultura que o setor agrícola seja considerado prioritário no âmbito dos planos e medidas de contingência da atual crise de saúde.

Apesar das circunstâncias extraordinárias que atravessamos, a situação de particular vulnerabilidade do setor agrícola, cuja atividade não pode ser suspensa por não ser possível parar o ciclo biológico das plantas e dos animais, determina a necessidade dos Agricultores continuarem com a realização das suas atividades agrícolas e pecuárias para a manutenção de plantas em boas condições fitossanitárias e de animais adequadamente alimentados e com boa saúde.

Assim, é fundamental manter também serviços mínimos nas Cooperativas Agrícolas para o abastecimento de fatores de produção, tais como produtos fitofarmacêuticos, fertilizantes, sementes, rações e medicamentos veterinários.

A CONFAGRI, tendo em consideração a imprescindibilidade da manutenção dos movimentos transfronteiriços para a circulação de bens alimentares e de fatores de produção, solicita ao Ministério da Agricultura que, conjuntamente com as Autoridades de Saúde e de Administração Interna, estabeleçam regras que permitam, com segurança, assegurar a circulação de mercadorias, tanto ao nível do mercado interno europeu, como dos países terceiros.

As Cooperativas Agrícolas e os Agricultores, neste período de crise generalizada para todos, com sentido de dever e responsabilidade, irão continuar a zelar pela produção e manutenção do abastecimento de bens alimentares seguros e de qualidade aos cidadãos.

Por TODOS, as Cooperativas Agrícolas e os Agricultores não param!

Comente este artigo
Anterior Covid-19: CAP diz que medidas do Governo foram pensadas para “punhado restrito” de setores
Próximo Farmacêutica recebe 'luz verde' do Infarmed para cultivo de canábis em Vila de Rei

Artigos relacionados

Últimas

Portugal Exportador 2019 está de volta com Angola, Espanha e Alemanha em destaque

O Portugal Exportador 2019 está quase a chegar. A 14.ª edição realiza-se dia 27 de Novembro, das 9 às 19 horas, […]

Últimas

Conselheiros do IVDP defendem criação de “soluções tendentes” para valorizar vinhas

Os membros do Conselho Consultivo do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) defenderam a necessidade de se criarem “soluções tendentes” a valorizar as vinhas e o valor dos […]

Dossiers

Cotações – Ovinos e Caprinos – 10 a 16 de maio 2021

Na semana em análise as cotações médias nacionais dos borregos de 22-28 kg (-23 cêntimos / kg) e de >28 kg (-11 cêntimos / kg) sofreram uma […]