Cotações – Ovinos e Caprinos – Informação Semanal – 1 a 7 Junho 2020

Cotações – Ovinos e Caprinos – Informação Semanal – 1 a 7 Junho 2020

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Ovinos

Na semana em análise registou-se uma subida das cotações médias nacionais dos borregos de 22-28 kg (+16 cêntimos / kg) e dos borregos de >28 kg (+2 cêntimos / kg), em relação à semana anterior; estabilidade dos borregos de <12 kg.

Na Beira Interior a oferta de borrego foi relativamente fraca na área de mercado da Cova da Beira, média na Guarda e relativamente abundante em Castelo Branco; a procura foi fraca em Castelo Branco, relativamente fraca na Guarda e média na Cova da Beira. A procura registou uma ligeira melhoria com a reabertura da restauração que ocorreu a partir do dia 18 de maio, nomeadamente na Guarda. As cotações dos borregos mantiveram-se estáveis nas 3 áreas analisadas.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta de borrego foi fraca na área de mercado de Coimbra e média em Viseu; a procura foi muito fraca nas duas áreas de mercado referidas. A reabertura da restauração não trouxe melhorias significativas da procura, revelando-se a oferta superior à procura, quer no caso dos borregos, quer das ovelhas de refugo. Estabilidade de cotações dos borregos e dos animais adultos nas duas áreas.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de ovinos foi relativamente abundante e a procura relativamente fraca. A relação oferta-procura está desequilibrada. Estabilidade generalizada de cotações.

Alentejo

No Alentejo a oferta de borrego foi média nas áreas de mercado de Beja, Alentejo Litoral, Alentejo Norte e Elvas e relativamente abundante em Évora e Estremoz. A procura foi fraca em Beja, relativamente fraca em Elvas, Alentejo Litoral, Alentejo Norte e Estremoz e média em Évora. Subida de cotações dos borregos de 13-21 Kg em Évora e Estremoz (+80 cêntimos / kg), dos de 22-28 kg no Alentejo Litoral, Évora e Estremoz (+27 a +32 cêntimos / kg) e dos de >28 kg no Alentejo Litoral (+10 cêntimos / kg).

Em Trás-os-Montes a oferta de borrego foi relativamente abundante e a procura muito fraca. Estabilidade de cotações dos borregos de <12 kg e de 13-21 kg nas três áreas de mercado analisadas, Alto Tâmega, Terra Fria e Terra Quente.

Caprinos

Na semana em análise verificou-se um aumento da cotação média dos cabritos de <10 kg na região da Beira Interior, +17 cêntimos / kg, em relação à semana anterior; estabilidade destes animais na Beira Litoral e em Trás-os-Montes.

Na Beira Interior a oferta de cabrito foi média nas três áreas de mercado analisadas, Cova da Beira, Guarda e Sertã. A procura foi relativamente fraca na Guarda e na Sertã e relativamente animada na Cova da Beira, tendo ocorrido uma ligeira melhoria nas últimas semanas com a reabertura da restauração. Subida das cotações máx. e +freq. dos cabritos de <10 kg na Sertã, +50 cêntimos / kg.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta de cabrito foi muito fraca na área de mercado de Coimbra e fraca em Viseu; a procura foi muito fraca nas duas áreas analisadas. A reabertura da restauração não trouxe melhorias significativas da procura, revelando-se a oferta superior à procura, quer no caso dos cabritos, quer das cabras de refugo. Estabilidade das cotações dos cabritos de <10 kg nas duas áreas e redução das cabras de refugo em Coimbra, -5 EUR / Unidade.

Trás-os-Montes

Em Trás-os-Montes a oferta de cabrito foi relativamente abundante e a procura foi muito fraca. Estabilidade de cotações dos cabritos de <10 kg nas três áreas de mercado analisadas, Alto Tâmega, Terra Fria e Terra Quente.

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de cabrito foi fraca e a procura muito fraca, o que é habitual na região nesta época do ano. Estabilidade de cotações dos cabritos, de <10 kg e de >10 kg.

Alentejo

No Alentejo a oferta de cabrito foi fraca e a procura muito fraca nas duas áreas de mercado analisadas, Alentejo Norte e Estremoz. Estabilidade de cotações dos cabritos, de <10 kg e de >10 kg.

Todas as cotações aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar - Cotações.

Comente este artigo
Anterior Florestas.pt adere ao Agroportal com nova página dossier “Florestas”
Próximo Resultados da 11ª reunião do Grupo de Trabalho Temático sobre Aldeias Inteligentes

Artigos relacionados

Últimas

Trem de aterragem em baixo causou acidente com avião na barragem de Castelo de Bode

O relatório dos investigadores do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários sobre o acidente ocorrido a 3 de julho, […]

Nacional

Castro Marim: Amendoeiras em Flor levaram mais de 1000 pessoas à serra algarvia


As amendoeiras em flor levaram mais 1000 pessoas à Cumeada da Alta Mora, para participarem nos passeios pedestres promovidos pela Associação Recreativa, […]

Nacional

Quinta-feira da Espiga: pela felicidade e abundância

Associada ao catolicismo, mas — como quase todas as datas celebradas por aquela religião — com origens no paganismo, a Festa da Ascensão é mais […]