Cotações – Frutos Frescos e Secos – 17 a 23 de maio 2021

Cotações – Frutos Frescos e Secos – 17 a 23 de maio 2021

Frutos Frescos

Abacate – No Algarve, a oferta de abacate “Reed” e “Tipo Hass” foi fraca e foi suficiente para a procura. Produto com boa qualidade e boa apresentação. Escoamento pontual. Cotações estáveis.

Amora – No Alentejo, na área de mercado Odemira, o volume total de fruta disponível no mercado aumentou e refletiu-se no preço, com tendência descendente para garantir o escoamento desse volume adicional. Descida ligeira das cotações. Produção marroquina em queda e incrementos em alguns países do Sul da Europa, como Portugal e Espanha

Cereja – Na Região Norte, na área de mercado Resende, a oferta foi alta e de boa qualidade. Boa procura e sem dificuldade de escoamento. Esta semana houve uma quebra na produção entre 20 a 30%, derivado à plusividade ocorrida na última semana. Descida das cotações devido ao aumento da oferta.

Na área de mercado, Alfândega da Fé, O volume de transações da cereja das variedades precoces em SP (saída da produção) foi superior e já com algum significado porque a oferta e aprocura foram mais acentuadas.. A campanha de produção encontra-se na situação de período crecente. A campanha de comercialização decorre sem dificuldades no escoamento através das grandes superfícies locais e por agentes económicos dos grandes centros consumidores do litoral, que se deslocam diretamente aos produtores para a realização das transações. As cerejas são de boa qualidade e com características para a comercialização. Descida das cotações devido ao aumento da oferta.

Na Região Centro, na área de mercado Cova da Beira, a apanha decorreu em quase toda a região. A oferta aumentou e a qualidade também, mas continuou insuficiente para responder à procura, que manifestou forte animação, como é habitual nesta altura. Apesar da boa qualidade, o aumento da oferta e a concorrência da produção de outrasrRegiões, levou à queda das cotações. A produção é muito superior à da campanha do ano anterior, que foi das piores dos últimos anos. Há contactos de uma OP e de alguns produtores para o exterior para poderem exportar produção. Também há apreensão com a quantidade e “condições” com que pode ocorrer importação de outros paises, principalmente de Espanha.

Na Região do Alentejo, na área de mercado Portalegre, iniciou-se a campanha de produção e comercialização de cereja com a oferta média equilibrada com a procura. Boa qualidade.

Damasco – Na Região Algarve, iniciou-se a campanha de produção e comercialização, com a oferta baixa e a procura superior. Escoamento regular. Produto com qualidade média.

Framboesa – No Alentejo, na área de mercado Odemira, o volume total de fruta disponível no mercado tem aumentado e irá refletir-se no preço, com tendência descendente. Esta semana as cotações valorizaram ligeiramente. Produção marroquina em queda e incrementos em alguns países do Sul da Europa, como Portugal e Espanha.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta esteve alta, normal para a época. Descida das cotações. Grande concorrência de produto espanhol e marroquino. Estes países como não conseguiram produzir nos meses de Março e Abril, invadiram agora o mercado nacional, situação muito preocupante para os produtores nacionais.

No Algarve, a oferta de framboesa, categoria I, para exportação, foi média e equilibrou a procura. Escoamento regular. Cotações estáveis.

O produto para consumo nacional foi médio e a procura também. Cotações estáveis.

Kiwi – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta foi média/baixa e a procura continuou alta. Escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média mas continuou a diminuir. Procura média. Cotações estáveis. Escoamento fluido.

Laranja – No Algarve, a oferta de laranja “Lanelate” foi baixa e a procura média/baixa. Cotações estáveis. Boa qualidade do produto.

Aproxima-se o fim da campanha desta variedade.

Limão – Na Região Centro, na área de mercado, Montes da Senhora, a oferta de limão foi fraca (grande parte da produção ficou estragada, devido ao frio verificado em janeiro) e a procura tem melhorado, devido à abertura total dos restaurantes e cantinas . Subida das cotações mínimas e maximas. Exportação de produto para França.

No Algarve, a oferta foi baixa e a procura média/baixa. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Maçã – Na Região Norte, na área de mercado Douro Sul, a semana foi caraterizada por um aumento de vendas em relação à semana anterior. A oferta foi baixa e a procura média/alta. Presença de maçã importada de Itália e França nas grandes superfície. Cotações estáveis. A campanha continuou com muita procura de maçã com qualidade para exportação, principalmente para Espanha e América do Sul. Mais transações nas maçãs vermelhas do grupo “Red Delicious” em consequência da redução de stocks de maçã “Royal Gala”.

Na área de mercado Leiria, a oferta tem diminuído e foi média/baixa e a procura também desceu. Boa qualidade comercial. Cotações estáveis.

Na Região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado Oeste, terminou a campanha de comercialização da maçã.

Meloa – No Algarve, a oferta foi média e a procura inferior. Escoamento regular. Descida da cotação mínima e da máxima. Produto de razoável qualidade. Concorrência de produto espanhol e marroquino.

Morango – Na região Norte, na área de mercado Macedo de Cavaleiros, o volume de transações deste produto foi idêntico ao da semana anterior. A oferta foi média/alta e a procura alta. Cotações estáveis. A campanha de produção nesta área de mercado encontra-se na situação plena. A comercialização efetuou-se através das grandes superfícies e comércios locais. Concorr~~ncia de produto inportado mas em pequenas quantidades.

Na Região Centro, na área de mercado Litoral Centro, a oferta foi média/alta e a aumentar. Melhor qualidade e poder de conservação. A procura esteve regular a ligeiramente fraca, mas normal para esta época do ano. Descida das cotações do morango grado comercializado em caixas. A entrada de cereja no mercado fez baixar a procura do morango. Os preços dependem da qualidade do produto (preços estabelecidos pelas grandes superfícies, principalmente cuvetes).

No Alentejo, na área de mercado Odemira, as cotações do morango mantiveram-se estáveis. Oferta média/alta e procura média/baixa. Boa qualidade do produto.

Na Região Ribatejo Oeste, na área de mercado Península de Setúbal, as cotações desceram significativamente devido ao aumento da oferta e à queda da procura porque os consumidores deram preferência à cereja. A oferta foi alta e a procura média/baixa. Escoamento com muitas dificuldades para o morango pequeno.

Na área de mercado Oeste, terminou a campanha de comercialização da maçã.

No Algarve, a oferta foi suficiente para a procura média. Produto de qualidade média. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Nectarina – Na área de mercado Algarve, a oferta de nectarina de polpa amarela foi ligeiramente baixa e equilibrou a procura. Escoamento pontual. Produto de razoável qualidade, de calibre A e B. Descida da cotação mínima e da mais frequente da nectarina calibre B.

Nêspera – No Algarve, a oferta foi média/baixa e equilibrou a procura. Produto com razoável qualidade. Escoamento fraco. Cotações sem alterações.

Pera – Na área de mercado Leiria, a oferta e a procura estivera baixas. Qualidade média. Cotações estáveis.

Na Região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado Oeste, a procura continuou alta. Oscilações nas cotações da pera “Rocha”.

Pêssego – Na área de mercado Algarve, a oferta foi ligeiramente baixa e equilibrou a procura. Produto de calibre A e AA, com razoável qualidade e comercializado em tabuleiros. Escoamento regular. Descida ligeira das cotações do pêssego de calibre AA.

Tangerina – No Algarve, terminou a campanha de comercialização da tangerina “Ortanique”. A oferta de tangerina “Encore” foi baixa e suficiente para a procura. Produto de qualidade média. Escoamento pontual. Cotações estáveis.

Modo de Produção Biológica

Citrinos – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta de limão e laranja continuou reduzida e a procura manteve-se regular. Cotações estáveis. Boa qualidade do produto.

Morango – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi regular e tem aumentado, apesar do tempo instável. Procura regular. Cotações estáveis e altas.

Na Região do Ribatejo Oeste, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta de morango de modo de produção biológico tem aumentado e foi média assim como a procura. Cotações sem alterações. Boa qualidade.

Frutos Secos e Secados

Alfarroba – No Algarve, a oferta de alfarroba “inteira” foi média e a procura muito alta. Bom escoamento. A subida das cotações deve-se à valorização das sementes (maior procura pela indústria farmacêutica). A oferta e a procura da alfarroba “grainha” mantiveram-se altas. Bom escoamento. Subida da cotação máxima e da mais frequente. A oferta de alfarroba “triturado grosso” foi superior à procura baixa. Boa qualidade do produto. Escoamento fraco. Cotações estáveis.

Amêndoa – No Algarve, a oferta foi baixa e a procura média. Concorrência do miolo espanhol, francês e americano, com preços 5.00/5.20 €/Kg (mais baixos). Cotações estáveis.

Pinhão – No Alentejo, na área de mercado Alentejo Litoral, a oferta de pinhão foi média e a procura média/alta. Boa qualidade do produto. Cotações estáveis.

→ Aceda aqui às cotações ←

Comente este artigo
Anterior “Raposa chama” alerta para riscos de incêndios
Próximo Movimento contra corte de água a pequenos agricultores de Odemira

Artigos relacionados

Nacional

Caso das golas. Inquérito da IGAI quase concluído

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) revelou ao Expresso que está prestes a concluir a investigação ao caso das golas anti-fumo. […]

Blogs

Falta um mês para cumprir limpezas

Lei determina a proteção de pessoas e bens para o risco de incêndios. O valor das coimas por incumprimento é a dobrar desde 2018. […]

Últimas

Oferta de emprego – Engenheiro Florestal

Empresa Portuguesa procura Engenheiro Florestal, com experiencia em candidaturas nos programas de fundos comunitários. […]