Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 30 Setembro a 6 Outubro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais dos novilhos e novilhas de 12 a 24 meses, de raça Turina e cruzado de Charolês, mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Na região do Entre Douro e Minho a oferta e a procura de bovinos foram médias e equilibradas. Mantém-se a entrada de carne oriunda do mercado externo, principalmente de Espanha. Estabilidade de cotações nas duas áreas de mercado desta região, Entre Douro e Minho e Ribadouro.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta foi relativamente fraca e a procura fraca nas três áreas de mercado, Aveiro, Coimbra e Viseu.

A procura e o consumo mantêm-se em queda como se tem vindo a registar nas últimas semanas. Verificou-se estabilidade nas cotações em todas as categorias e áreas de mercado.

Na Beira Interior a oferta de bovinos foi relativamente abundante na área de mercado de Castelo Branco e Guarda; a procura foi média em ambas as áreas de mercado. As cotações mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de bovinos foi média e a procura relativamente fraca. As cotações mantiveram-se estáveis em todas as categorias de animais.

Alentejo

No Alentejo a oferta e a procura de bovinos foi média nas áreas de mercado de Alentejo Litoral, Estremoz, Alentejo Norte e Elvas. Com excepção da área de mercado de Évora e Beja, em que foi abundante a oferta e a procura média.

Na área de mercado de Évora a vitela/o de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 5 cêntimos/Kg na cotação máxima.

Na área de mercado de Estremoz o novilho de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceu 30 cêntimos/Kg na cotação mínima, 20 cêntimos/Kg na cotação máxima e 20 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

A vaca de abate cruzado de Charolês desceu 20 cêntimos/Kg na cotação máxima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente. A vitela de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação mínima e 5 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

O vitelão fêmea de 8 a 12 meses cruzado de Charolês subida de 90 EUR/UND. na cotação mínima, 100 EUR/UNID. na cotação máxima e 50 EUR/UNID. na cotação mais frequente. Por fim o vitelão macho de 8 a 12 meses cruzado de Charolês subiu 150 EUR/UNID. na cotação máxima e 60 EUR/UNID.na cotação mais frequente.

Beja

Na área de mercado de Beja, as vitelas/os de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceram 5 cêntimos/Kg na cotação mais frequente. Na área de mercado do Alentejo Norte, o novilho de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação máxima. O vitelão macho de 8 a 12 meses cruzado de Charolês teve uma subida de 10 EUR/UNID na cotação mais frequente.

Elvas

Na área de mercado de Elvas os novilhos/as de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceu 5 cêntimos/kg na cotação máxima. A vitela de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 20 cêntimos/Kg na cotação mínima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

O Vitelo de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 30 cêntimos/Kg na cotação mínima, 10 cêntimos/Kg na cotação máxima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

A tendência da Bolsa do Bovino foi de manutenção de cotações em todas as categorias.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar - Cotações.

Anterior Investigação da Universidade de Aveiro: Queimadas de resíduos agrícolas prejudicam ambiente e saúde
Próximo Encontro Regadio 2019 debate papel da água no desenvolvimento rural e planeamento do território - 6 e 7 de novembro - Odemira

Artigos relacionados

Últimas

Portugal vai mandar porcos para a China. Pode render 100 milhões

Os produtores portugueses começam esta quarta-feira a exportar carne de porco para a China, através de três matadouros, um negócio que deverá […]

Nacional

Grupo RAR vende estufas de tomate

O Grupo RAR, que detém a marca Vitacress, vendeu as suas estufas de tomate em Portugal e Espanha e irá […]