Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 11 a 17 Novembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais dos novilhos e novilhas de 12 a 24 meses, de raça Turina e cruzado de Charolês, mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Na região do Entre Douro e Minho a oferta e a procura de bovinos foram médias e equilibradas. Mantém-se a entrada de carne oriunda do mercado externo, principalmente de Espanha a preços inferiores e saída de vacas de abate e refugo para Espanha. Estabilidade de cotações nas duas áreas de mercado desta região, Entre Douro e Minho e Ribadouro.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta e a procura foram relativamente baixas nas três áreas de mercado, Aveiro, Coimbra e Viseu. A oferta de animais de abate continua insuficiente para satisfazer a procura. Registou-se nesta primeira semana do mês um ligeiro aumento do consumo de carne de bovino. Verificando-se contudo, estabilidade nas cotações em todas as categorias e áreas de mercado.

Beira Interior

Na Beira Interior a oferta de bovinos foi relativamente abundante na área de mercado de Castelo Branco e média na Guarda; a procura foi média em ambas as áreas de mercado. As cotações mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de bovinos foi média e a procura relativamente fraca. As cotações mantiveram-se estáveis em todas as categorias de animais.

Alentejo

No Alentejo a oferta e a procura de bovinos foi média nas áreas de mercado de Alentejo Litoral, Beja, Alentejo Norte, Elvas e Alentejo Litoral. Com excepção da área de mercado de Estremoz em que a oferta foi abundante e a procura média e na área de mercado de Évora a oferta foi média e a procura fraca.

Verificou-se que na área de mercado de Évora, a cotação mínima das Vitelas de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 15 cêntimos/Kg, e desceu 5 cêntimos/Kg na cotação máxima e mais frequente. A cotação das vacas de abate cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação máxima.

Alentejo Norte

Na área de mercado Alentejo Norte as novilhas de 12 a 24 meses cruzado de Charolês subiram 15 cêntimos/Kg na cotação mínima e na cotação mais frequente. A cotação do Vitelão fêmea de 8 a 12 meses cruzado de Charolês desceu 50 EUR/UNID. na cotação mínima e 10 EUR/UNID. na cotação mais frequente.

Elvas

Na área de mercado de Elvas a cotação das novilhas de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceu 5 cêntimos/Kg na cotação mínima e 15 cêntimos/Kg na cotação máxima e na mais frequente, a cotação dos novilhos de 12 a 24 meses cruzado de Charolês subiu 10 cêntimos/kg na cotação mínima, desceu 5 cêntimos/Kg na cotação máxima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

A cotação da vaca de abate cruzado de Charolês desceu na cotação mínima 1 euro e 10 cêntimos/Kg, 20 cêntimos/Kg na cotação máxima e 50 cêntimos/Kg na cotação mais frequente. A cotação da vitela de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação mínima, o vitelão fêmea de 8 a 12 meses cruzado de Charolês desceu 80 EUR/UNID. na cotação mínima e 40 EUR/UNID. na cotação mais frequente.

O vitelão macho de 8 a 12 meses cruzado de Charolês desceu 140 EUR/UNID. na cotação mínima, 130 EUR/UNID. na cotação máxima e 140 EUR/UNID. na cotação mais frequente. Por fim os vitelos de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceram 10 cêntimos/Kg nas cotações mínima, máxima e mais frequente.

Verificando-se contudo, estabilidade nas cotações nas restantes categorias e áreas de mercado.

A tendência da Bolsa do Bovino foi de manutenção de cotações em todas as categorias.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar - Cotações .

Anterior Seca no Tejo. Portugal deve renegociar com Espanha em vez de construir novas barragens
Próximo Oferta de emprego - Engenheiro Agrónomo - Sintra

Artigos relacionados

Nacional

Produção de abacate dispara

O abacate foi a grande descoberta do Algarve na última década, com a área a rondar hoje os 1.500 hectares e “podendo chegar aos 2.000 nos próximos dois/três anos”, […]

Últimas

¡Pintan bastos!


Se puede decir que las negociaciones sobre el Marco Financiero de la UE para el periodo 2021/27 están encalladas y que la previsión existente de alcanzar un acuerdo antes de que acabe este año no se van a cumplir. […]

Nacional

Como valorizar as amoras silvestres?

As amoras silvestres são um recurso silvestre português que poderá ser valorizado através de uma linha de melhoramento destas espécies para obtenção de frutos de características únicas e de valor acrescentado. […]