Cooperativas de Portugal, Espanha e França abrem-se para a China e Estados Unidos com o projeto AGROSMART

Cooperativas de Portugal, Espanha e França abrem-se para a China e Estados Unidos com o projeto AGROSMART

A CONFAGRI participou, nos passados dias 28 e 29 de outubro, na Sessão de Apresentação do projeto AGROSMARTglobal, em Santiago de Compostela, cuja organização esteve a cargo da Associação Galega de Cooperativas Agroalimentares (AGACA), que coordena o projeto.

O AGROSMARTglobal é um projeto europeu cofinanciado pelo Programa InterregSudoe 2014-2020, no eixo prioritário da promoção da competitividade e internacionalização das PME no sudoeste europeu. Com um orçamento total de 1.598.000,00 € é cofinanciado a 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). 

Este projeto visa melhorias para a internacionalização digital nas cooperativas através do fortalecimento de alianças comerciais com a China e os Estados Unidos e pela intercooperação entre as entidades participantes.

As cinco regiões do espaço europeu SUDOE cobertas pelo projeto em Portugal são: Norte, Algarve, Centro, Lisboa e Alentejo.

O projeto europeu AGROSMARTglobal facilitará a internacionalização de produtos cooperativos de Portugal, Espanha e França para os mercados da China e dos Estados Unidos através de estratégias digitais.

As principais atividades da AGROSMARTglobal, que terminará em setembro de 2022, desenvolvem-se em torno de 3 vertentes: em primeiro lugar, a capacidade de diferenciar os produtos das cooperativas agroalimentares será aperfeiçoada e serão feitos esforços para definir medidas para proteger e promover as Indicações Geográficas Protegidas (IGP) e as Denominações de Origem (DOP) nos mercados digitais; em segundo, serão criados serviços de suporte à internacionalização digital, através de uma plataforma on-line para aceder a ferramentas de TIC e serviços de consultoria. Também se trabalhará com as cooperativas para o desenvolvimento de estratégias de marketing digital para introduzir e posicionar os seus produtos em plataformas de comércio digitais B2B e promoção de missões comerciais à China e Estados Unidos para se estabelecerem laços comerciais; por último, será concebido um programa de formação multidisciplinar e uma rede de networking e de intercooperação entre as cooperativas envolvidas no projeto, bem como com entidades dos mercados-alvo.

O projeto inclui, entre outros objetivos, o estabelecimento de relações comerciais com a China e os Estados Unidos e o desenvolvimento de estratégias de marketing digital, programas de formação e projetos-piloto de internacionalização.

Francisco Silva, Secretário-geral da CONFAGRI destaca a importância deste projeto que “acompanha uma tendência que é global, a expansão do comércio digital além-fronteiras. Este é um espaço onde também temos de estar presentes. A internet mudou comportamentos e hábitos de consumo e temos de acompanhar esse curso, com os nossos parceiros, para promover os produtos das nossas cooperativas nos mercados internacionais, recorrendo às últimas tendências das transações online, para chegar de forma mais rápida e eficiente ao Cliente”.

A CONFAGRI e a UTAD são os dois parceiros portugueses deste projeto transnacional que envolve 10 organizações de Portugal, Espanha e França nas atividades a desenvolver até setembro de 2022 e que incluirá as suas cooperativas associadas.

Comente este artigo
Anterior Os acidentes fisiológicos ligados à nutrição da vinha
Próximo Fijado el coeficiente provisional del pago verde de 2019

Artigos relacionados

Nacional

Associação alerta que golas antifumo podem provocar crises respiratórias agudas

[Fonte: O Jornal Económico]

A Associação de Proteção e Socorro alertou esta quarta-feira que as golas antifumo distribuídas à […]

Nacional

Vinha. Clima dos últimos dias é favorável às infeções primárias do míldio

A subida das temperaturas mínimas, a chuva caída nos últimos dias e o estado de desenvolvimento da vinha, são favoráveis às infeções primárias do míldio (Plasmopara vitícola). […]

Internacional

La nueva Comisión Europea obtiene el respaldo del PE y empieza a trabajar el 1 de diciembre


El pleno del Parlamento Europeo ha dado su respaldo al próximo colegio de comisarios, presidido por la alemana Ursula von der Leyen, […]