CONTRATOS DE TRANSFORMAÇÃO DE TOMATE

CONTRATOS DE TRANSFORMAÇÃO DE TOMATE

CONTRATOS DE TRANSFORMAÇÃO DE TOMATE

                         

 A celebração dos Contratos de Transformação de Tomate para o ano de 2020, tem como data limite o dia 31 de janeiro de 2020.

Deverá ser entregue no IFAP uma cópia dos respetivos contratos, o mais tardar 10 dias úteis após a sua celebração, isto é, os contratos celebrados a 31 de janeiro de 2020 deverão dar entrada no IFAP até dia 14 de fevereiro de 2020.

Mais se informa que a data limite para o envio dos elementos que completam o contrato, nomeadamente das quantidades transformadas é o dia 31 de outubro de 2020.

Aproveitamos ainda para sublinhar que os requerentes que queiram beneficiar desta ajuda podem ser agricultores não associados ou membros efetivos (sócios) de uma organização de produtores reconhecida.

Para esclarecimentos adicionais poderá contactar o IFAP, através do endereço de correio eletrónico [email protected] ou ainda pelos restantes canais de atendimento que tem ao seu dispor: Atendimento Presencial, na Rua Fernando Curado Ribeiro, n.º 4G, em Lisboa, Atendimento Eletrónico ou pelo Atendimento Telefónico, através do 217  513  999.

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico.

O artigo foi publicado originalmente em IFAP.

Comente este artigo
Anterior Importância do Papel da Assistência Técnica PRODI e BIO na PAC - João Rodrigues
Próximo Agro Inovação 2018: Cimeira Nacional de Inovação na Agricultura, Floresta e Desenvolvimento Rural

Artigos relacionados

Últimas

Nova Plataforma InCeres traz mais soluções para Agricultura de Precisão


Nova Plataforma InCeres traz mais soluções para Agricultura de Precisão
A produção do setor agrícola tem passado por diversas mudanças e avanços em manejo e tecnologia, […]

Nacional

Pesticida destrói pomar a agricultor. Empresas condenadas a indemnizar homem em 244 milhões de euros

Em causa está a pesticida Dicamba. Caso aconteceu nos EUA. […]

Nacional

Dessalinização pode ajudar o Algarve mas “não resolve todos os males”

A dessalinização de água do mar pode ajudar a combater a seca no Algarve, mas “não vai resolver todos os males” […]