Continente compra mais 1500 toneladas de melão verde a produtores nacionais

Continente compra mais 1500 toneladas de melão verde a produtores nacionais

O Continente vai adquirir mais 1500 toneladas de Melão Verde do Alentejo face a 2020, estimando vender 3,3 milhões de kg até 15 de outubro, um crescimento de vendas de 10% face a igual período do ano passado.

O Melão Verde do Alentejo já está à venda nas lojas da marca e reforça a aposta na produção nacional, ajudando ao desenvolvimento da economia regional tão afetada no último ano devido à pandemia. A fruta, como o Melão Verde do Alentejo, só chega às lojas Continente quando está no seu ponto ótimo de consumo, enquanto tem mais sabor e maior riqueza nutricional.

No Continente estamos sempre preocupados em promover a produção nacional e um sistema alimentar que respeite o ambiente e foi neste sentido que decidimos aumentar as compras de Melão Verde do Alentejo, face ao ano passado, apostando a 100% na produção nacional, num produto excecional e numa agricultura mais sustentável”, refere Ondina Afonso, Presidente do Clube de Produtores do Continente.

A área geográfica de produção do Melão Verde do Alentejo tem condições de elevada qualidade, muito favoráveis ao desenvolvimento desta cultura devido aos solos e clima e aos sistemas de produção sustentáveis.

Com um alto teor em vitamina C, o melão contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário, ajudando a reforçar as defesas, inclusive durante a prática de exercício físico intenso. Esta fruta de polpa macia, sumarenta e doce destaca-se ainda pelo baixo valor energético, por ter um alto teor em fibra, contribuindo para o bom funcionamento intestinal e por ser uma fonte de vitamina A, essencial para a manutenção de uma visão normal. Por ser rico em água, o melão é também uma excelente opção para ajudar na hidratação e prolongar a sensação de saciedade nos dias mais quentes.

Em 2020, através do Clube de Produtores Continente, a Sonae MC comprou à produção nacional 206 mil toneladas de produtos, num valor total de 365 milhões de euros, o que representa um crescimento de 28% em relação às toneladas compradas em 2019.

O objetivo do Clube de Produtores Continente é disponibilizar produtos nacionais de excelência aos clientes, resultantes de um trabalho de parceira com os produtores, com suporte em conhecimento técnico-científico e que permite alinhar a oferta às tendências de consumo. É também aposta do Clube o apoio à produção local, a produtores de pequena escala, conseguindo abastecer algumas lojas da cadeia de retalho Continente, traduzindo-se numa oferta de “Produtos da Região”.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Mais de 80 concelhos de nove distritos em risco máximo
Próximo Cotações - Cortiça - 9 a 15 de agosto 2021

Artigos relacionados

Cotações PT

Cotações – Ovinos e Caprinos – Informação Semanal – 1 a 7 Fevereiro 2021

Na semana em análise voltou a dar-se uma redução generalizada das cotações médias nacionais dos borregos analisados em relação à semana anterior: animais de <12 kg (-19 cêntimos / kg) [...]

Últimas

Qué pide la Eurocámara para la PAC: Renta agraria, ecoesquemas voluntarios y compensar el 10% perdido en el presupuesto

Mientras que este lunes 19 se reúnen los ministros de Agricultura de la UE para avanzar en una posición conjunta de la PAC, el Parlamento Europeo lo hará este martes para fijar su propia […]

Últimas

Greve de fome em Belém: ministério garante ter dado todos os esclarecimentos, agricultor pede mediação da Provedoria de Justiça

Em esclarecimento enviado ao Expresso, o Ministério da Agricultura diz que as dúvidas de Luís Dias foram esclarecidas e que este “não é o titular/beneficiário da operação em causa”. Em protesto […]