Contas Económicas da Silvicultura: Em 2017, o VAB da silvicultura diminuiu 2,3% em volume e 1,0% em valor. Em 2018, o saldo da balança comercial dos produtos de origem florestal registou um excedente de 2,6 mil milhões de euros – 2017

Contas Económicas da Silvicultura: Em 2017, o VAB da silvicultura diminuiu 2,3% em volume e 1,0% em valor. Em 2018, o saldo da balança comercial dos produtos de origem florestal registou um excedente de 2,6 mil milhões de euros – 2017

[Fonte: INE] O ano de 2017 foi marcado por um conjunto de incêndios de grande dimensão. A superfície florestal ardida aumentou de cerca de 168 mil ha em 2016 para 502 mil ha em 2017, verificando-se um aumento das remoções e uma diminuição do preço da madeira, bem como um crescimento dos serviços silvícolas para níveis máximos. O Valor Acrescentado Bruto (VAB) da silvicultura decresceu, em volume e em valor (2,3% e 1,0%, respetivamente), verificando-se um aumento do consumo intermédio. A produção de cortiça não foi muito afetada pelos incêndios, destacando-se o aumento significativo de preços (+9,1%), que mais do que compensou o decréscimo em volume (-2,9%).

Em 2018, o saldo da balança comercial dos produtos de origem florestal (que inclui os materiais que estão no perímetro das Contas Económicas da Silvicultura (CES) e os produtos industriais de origem florestal) registou um excedente de 2,6 mil milhões de euros, que compara com 2,5 mil milhões de euros observados em 2017. Os produtos à base de cortiça constituíram o grupo com maior destaque, com um excedente comercial de 932,4 milhões de euros, mais 36,3 milhões de euros que em 2017.

→ Documento integral ←

Comente este artigo
Anterior Ação de Formação: HACCP Básico - 4 de julho - Alcobaça
Próximo Carlos Oliveira nomeado conselheiro do Conselho Europeu da Inovação

Artigos relacionados

Últimas

Número de vacas leiteiras subiu 4,3% de 2014 a 2018, mas consumo de leite caiu desde 2010

O número de vacas leiteiras cresceu 4,3% entre 2014 e 2018 com impulso dos Açores, mas o consumo de leite está em queda desde 2010, […]

Nacional

Pinheiros reais para ajudar causas reais: os bombeiros e a floresta

Agora o Natal também tem cheiro a pinheiro fresco. Algo raro nos dias que correm, atendendo ao facto de que cada vez mais famílias têm optado pelas árvores de Natal artificiais, […]

Comunicados

AJAP preocupada com prejuízos causados pelo granizo

A AJAP – Associação dos Jovens Agricultores de Portugal vem expressar a sua solidariedade total para com as centenas de agricultores do Planalto Mirandês, nomeadamente das freguesias de Perado de Bemposta, Algosinho, Urros […]