Consumo | Preocupação dos consumidores com OGM diminui quando têm informações com base científica

Consumo | Preocupação dos consumidores com OGM diminui quando têm informações com base científica

Estudo revela que quanto mais bem informados os consumidores norte-americanos estão em relação aos OGM (organismos geneticamente modificados), menor é a sua preocupação em relação ao seu consumo. A maioria está ciente da presença de OGM nos alimentos e metade quer que os OGM sejam rotulados.   

A percepção e o comportamento dos consumidores em relação aos organismos geneticamente modificados (OGM) e seus produtos é tema de estudos contínuos que ajudam a compreender as questões relacionadas com a saúde, o meio ambiente e a segurança alimentar. Um desses estudos mais recentes  intitula-se The effect of persuasive/possessing information regarding GMOs on consumer attitudes e mostra que a preocupação do consumidor com os OGM diminui significativamente quando recebe informações com base científica de uma organização ou instituição de confiança.

Neste estudo, foram inquiridos 500 adultos norte-americanos sobre os seus hábitos gerais de alimentação e consumo, o seu conhecimento e comportamento em relação aos OGM e a sua opinião sobre alimentos transgénicos antes e depois de uma informação baseada em ciência. Os entrevistados foram expostos a declarações sobre alimentos OGM feitas pela Associação Americana para o Avanço da Ciência, a Associação Médica Americana, a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Academia Nacional de Ciências e as Sociedades de Medicina Britânica e Europeia .

Por três vezes, foram entregues a cada entrevistado três cartões: um com a declaração da OMS e dois com as declarações de duas das outras cinco organizações. O objetivo era aferir em que medida as informações governamentais influenciam e mudam as atitudes dos consumidores em relação aos OGM.

Os resultados mostram que quando os consumidores são “forçados” a ler uma declaração científica de uma organização reconhecida sobre a segurança dos OGM, as suas preocupações sobre se fazem mal à saúde ou se podem causar cancro diminuem significativamente. As descobertas demonstram que a maioria dos consumidores norte-americanos está ciente da presença de OGM nos alimentos e quer que os fabricantes de produtos alimentares rotulem os OGM. Outra das conclusões é que metade dos que reconhecem estar preocupados com os OGM admite que os compraria se fossem rotulados.

Leia o estudo aqui.

O artigo foi publicado originalmente em CiB - Centro de Informação de Biotecnologia.

Comente este artigo
Anterior Pós-colheita e queda de folhas em pomóideas
Próximo Madeira: Alterações climáticas afetam agricultura

Artigos relacionados

Ofertas

Oferta de emprego – Production Manager – Engenheiro Agrónomo – Cantanhede

Tilray is a global leader in medical cannabis research and production dedicated to providing safe, consistent and reliable therapy to patients. We are the only GMP certified medical cannabis producer currently supplying products to thousands […]

Notícias meteorologia

Previsão período alargado – Continente – 12 abr. a 09 mai. 2021

Na precipitação total semanal, prevêem-se valores acima do normal para as regiões norte e centro(1 a 30mm) na semana de 12/04 a 18/04, para as regiões sul e interior centro(1 a […]

Últimas

Incêndios: Dos 18 mil que ocorreram nos últimos dois anos “só dois são de grande dimensão”, diz Governo

“Nós tivemos, nos últimos dois anos, em 2018 e nestes primeiros sete meses e alguns dias de 2019, cerca de 18 mil incêndios até […]