Consumo de ovos em Portugal está em alta: CAC prevê ultrapassar 90 milhões de euros em 2021

Consumo de ovos em Portugal está em alta: CAC prevê ultrapassar 90 milhões de euros em 2021

O grupo CAC (Companhia Avícola do Centro) fechou 2020 com um volume de negócios agregado de 80 milhões de euros e estima um novo record de vendas em 2021, ano em que deverá ultrapassar 90 milhões de euros.

Com um efetivo de dois milhões e duzentas e cinquenta mil galinhas poedeiras, distribuídas por 44 explorações em todo o território nacional, o Grupo CAC classifica e embala anualmente mais de 600 milhões de ovos, que resultam de quatro sistemas produtivos – gaiola, solo, ar livre e biológico. Líder incontestável no mercado português (detém 40% de quota de mercado) controla todas as fases do circuito produtivo, desde a produção de ração até à distribuição dos ovos.

Segundo Manuel Sobreiro, administrador e principal estratega do grupo “ Os resultados que alcançámos em 2020 superaram as nossas expectativas e mobilizaram-nos para novos investimentos. Este ano estão já previstos investimentos de 6 milhões de euros em novas aquisições e aumentos de capacidade instalada”.

Atualmente, o Grupo CAC comercializa as marcas Ovos Matinados (ar livre), Matinados Bio (biológico), Quinta do Prado Amarelo Solo (solo), Superovo (gaiola e solo), Saborosos (gaiola) e Iberovo (gaiola).

A marca Ovos Matinados (ovos de galinhas criadas ao ar livre, “as mais felizes de Portugal”) tem vindo a afirmar-se como âncora da empresa, registando, desde 2012, crescimentos anuais superiores a 30%. Esta marca contribuiu, igualmente, para mudar as tendências de consumo e consolidar o conceito da produção ao ar livre.

A exportação detém uma posição de relevo na estratégia futura da CAC, que em 2015 e 2016 chegou a escoar cerca de 30% da sua produção para a Europa (especialmente Sul e Centro), África, Ásia e Estados Unidos da América.

O crescimento acentuado da procura no mercado interno e a pandemia obrigaram a empresa a reduzir significativamente as exportações nos últimos anos mas o Grupo pretende retomar uma estratégia de internacionalização, com base na valorização económica das suas marcas.

O Grupo CAC está sediado na Bidoeira de Cima, em Leiria, e emprega atualmente 210 trabalhadores.

Comente este artigo
Anterior Carrefour decide não vender morangos em janeiro
Próximo Évora: Seis câmaras do distrito recebem biotrituradores

Artigos relacionados

Últimas

Sessão de apresentação da CULTIVAR – “Abastecimento alimentar: que fronteiras?” – 11 de novembro

O GPP apresenta no próximo dia 11 de novembro, a 20ª edição da sua publicação CULTIVAR com o tema “Abastecimento alimentar: que fronteiras?” em sessão transmitida em livestreaming a partir […]

Nacional

Trump aumenta expectativas de acordo comercial com China

Num tweet publicado perto das 23h deste domingo (hora de Lisboa, 18h em Washington), o presidente norte-americano fez aumentar a esperança de que os EUA e a China cheguem a um entendimento na frente comercial antes da data-limite de 1 de março estipulada em novembro pelos líderes das duas maiores economias mundiais. […]

Sugeridas

Nuno Melo considera que Portugal recua “50 anos” ao retirar à DGAV tutela dos animais de companhia

O eurodeputado do CDS-PP questionou hoje a Comissão Europeia sobre a transferência da tutela dos animais de companhia da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) para o […]