Construção da barragem no Alto Tâmega. “O perigo espreita a cada segundo”

Construção da barragem no Alto Tâmega. “O perigo espreita a cada segundo”

[Fonte: Rádio Renascença]

O Sindicato Nacional da Construção exige que seja formada uma comissão antes de serem retomadas as obras na barragem do Alto Tâmega.

À Renascença, Albano Ribeiro, dirigente da estrutura sindical, afirma que não foram ainda garantidas as condições de segurança para os trabalhadores. As operações não deverão arrancar sem apoio técnico especializado.

“Nós responsabilizamos a Iberdrola se ela persistir na direção de querer contruir sem que esta comissão seja constituída, pela associação do setor empresarial, pela empresa Iberdrola, pelo sindicato e pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), com inspetores qualificados”, explica.

A Iberdrola suspendeu em agosto as obras para a construção da barragem do Alto Tâmega. Na origem da suspensão estão divergências com o consórcio de construtoras responsável pela execução do projeto – Mota-Engil, Acciona e Edivisa. As empresas recusam-se a prosseguir com os trabalhos, enquanto não forem asseguradas as condições de segurança necessárias para os trabalhadores.

Albano Ribeira ameaça avançar com processo em tribunal se a elétrica espanhola não aceitar a proposta do sindicato.

“Se não for constituída esta comissão e a Iberdrola, em nome de baixos custos, [avançar com a construção da barragem] e acontecer um acidente e morrer alguém nós iremos meter um processo no Ministério Público contra a Iberdrola, porque ali o perigo espreita a cada segundo”, alertou.

De acordo com o Jornal de Negócios, a elétrica espanhola está cada vez mais próxima de uma rescisão de contrato com o consórcio liderado pela Mota-Engil.

Comente este artigo

O artigo Construção da barragem no Alto Tâmega. “O perigo espreita a cada segundo” foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Aves e coelhos abatidos em Julho: maior volume em todas as espécies, excepto codornizes
Próximo Julho: menos recolha de leite de vaca e do leite para consumo público

Artigos relacionados

Nacional

Queimada florestal para preparação de terras de cultivo provoca incêndio de grandes proporções

[Fonte: Correio da Manhã]
Um incêndio de grandes proporções, causado por fogo posto, provocou a destruição de quatro hectares de terra, […]

Últimas

Seca extrema e severa já atinge 60 concelhos, tanto do interior como do litoral. Veja se algum é o seu

[Fonte: Expresso]

Para acudir aos casos mais necessitados o Ministério da Agricultura vai disponibilizar três milhões de euros, […]

Comunicados

AGRO.GES marca presença na Conferência Internacional – O Desafio da Sustentabilidade Agroalimentar em Angola 2020-30

A AGRO.GES esteve presente na Conferência Internacional “O Desafio da Sustentabilidade Agroalimentar em Angola 2020-30”.
Este evento, organizado pela ASM – Angola School of Management, […]