Conselho Europeu aprova acordo comercial com China que abrange vinho do Porto

Conselho Europeu aprova acordo comercial com China que abrange vinho do Porto

Os 27 países membros da União Europeia aprovaram hoje um acordo com a China sobre indicações geográficas protegidas (IGP) para produtos agrícolas, alimentos e vinhos, destinado a defender denominações de origem, e que abrange o Vinho do Porto

“Trata-se do primeiro acordo comercial significativo e assinado entre a União Europeia e a China”, afirmou o Conselho Europeu, em comunicado, após o fim da cimeira entre os 27 membros ter terminado em Bruxelas.

O documento, aprovado pelo Conselho Europeu, vai “beneficiar os produtores europeus e deve apoiar as áreas rurais onde esses produtos são fabricados”, lê-se no comunicado.

O acordo, em discussão desde 2010, foi assinado em novembro em Pequim por Phil Hogan, então Comissário Europeu para a Agricultura, à margem da visita à China pelo Presidente francês, Emmanuel Macron.

A lista de 100 produtos alimentares europeus e o mesmo número de produtos chineses visa proteger contra imitações e usurpação de propriedade intelectual.

Entre os produtos europeus, os de origem francesa são os mais beneficiados, com 26 IGP, principalmente vinhos, bebidas espirituosas e queijos.

De Portugal, consta o Vinho do Porto. Da lista fazem ainda parte o whisky irlandês, cerveja de Munique ou vodka polaca.

A China obtém a proteção de muitos chás, como o famoso Pu’er, ou bebidas alcoólicas como o Moutai.

A China é o segundo principal destino das exportações agroalimentares da UE e os produtos IGP representam 9% em valor.

O texto ainda precisa ser ratificado pelo Parlamento Europeu. A data e o local da assinatura final ainda não foram decididos.

JPI // SB

Continue a ler este artigo na Visão.

Comente este artigo
Anterior Comissão Europeia deixa orientações para proteção de trabalhadores sazonais na UE
Próximo Mealhada destruiu 236 ninhos de vespa asiática em 18 meses

Artigos relacionados

Comunicados

Propostas demagógicas e populistas constituem um efetivo ataque ao “mundo rural”

A proposta de novas taxas a aplicar sobre o preço da carne é para a ANEB, Associação Nacional dos Engordadores de Bovinos, completamente […]

Nacional

Agricultura: o bode expiatório de António Costa – José Diogo Albuquerque

A Agricultura conseguiu aumentar as exportações ao dobro do ritmo do resto da economia e tirou jovens do desemprego em tempo de crise, […]

Sugeridas

Setor florestal mantém atividade e diz ser “estratégico” para a retoma

O setor florestal português registou “algum abrandamento” nas atividades de gestão e industriais devido à pandemia, mas as cadeias logísticas e de […]