Conferência Final do Projeto “Promoção e Valorização de Azeites de Montanha”

Conferência Final do Projeto “Promoção e Valorização de Azeites de Montanha”

A Conferência Final do Projeto “Promoção e Valorização de Azeites de Montanha”, realiza-se na quarta-feira, 19 de junho, no Casino Fundanense, Fundão, entre as 9h00 e as 18h00.

Esta conferência final  tem como objetivo divulgar, junto da comunidade académica, institucional e empresarial, os resultados das diferentes ações do projeto “Promoção e Valorização de Azeites de Montanha”.

Este projeto é promovido pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco juntamente com o Instituto Politécnico da Guarda, o Centro de Biotecnologia de Plantas da Beira Interior e a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, e abrange os temas de Olivicultura, Azeite, e Promoção e Imagem.

Pretende-se, também, finalizar o trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos dois anos em toda a região da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, contando com a presença de especialistas nacionais como oradores.

No final da conferência, e à semelhança do que aconteceu na 4ª Palestra Técnica, terá lugar uma Prova Orientada de Azeites & Introdução à Harmonização do Azeite com a Comida, com o Eng.º Nuno Rodrigues (IPB) e o Chef Rui Cerveira, da Casa da Esquila.

De carácter técnico, mas dirigida e acessível ao público em geral, esta conferência é de inscrição gratuita, mas obrigatória, até dia 17 de junho.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior II Jornadas Técnicas de Fruticultura INIAV / Asfertglobal
Próximo Balanço dos citrinos a 26 de Junho em Loulé

Artigos relacionados

Notícias PAC pós 2020

CONSELHO EUROPEU AGRICULTURA Portugal pede Medidas Excepcionais na PAC

Na preparação do Conselho Europeu de Agricultura de dia 25 de Março, Portugal sinalizou a necessidade de medidas excepcionais que incluam a […]

Últimas

Serviços de consultoria a atividades agrícolas e silvícolas pagam IVA de 23%

Os serviços de limpeza de terrenos, abate e corte de árvores e outros ligados à gestão ativa da floresta e prevenção de fogos pagam IVA a 6%, […]

Nacional

Investigação da Universidade de Aveiro: Queimadas de resíduos agrícolas prejudicam ambiente e saúde

As queimadas de resíduos agrícolas prejudicam a qualidade do ar, contribuindo para o aquecimento global, e são um perigo para a saúde pública. […]