CONFAGRI: “Escassez de Bens Alimentares nas Prateleiras é um Perigo Eminente”

CONFAGRI: “Escassez de Bens Alimentares nas Prateleiras é um Perigo Eminente”

CONFAGRI dá o alerta: “escassez de bens alimentares nas prateleiras é um perigo eminente”

É com extrema apreensão que a CONFAGRI antevê o futuro do setor agrícola, considerando que os preços base de muitos produtos agrícolas e pecuários estão em decréscimo, pela pressão a que estão sujeitos e pela ditadura da distribuição, a CONFAGRI alerta para uma possível escassez de bens alimentares nacionais nas “prateleiras” consequência do abandono da produção de muitos produtores.

A fim de tentar encontrar soluções que respondam às dificuldades e desafios deste setor, a CONFAGRI vai reunir o seu Conselho Geral, na presença da Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, no próximo dia 3 de novembro, no Hotel dos Templários, em Tomar, para discutir e debater as propostas do Plano Estratégico da PAC (PEPAC) 2023-2027, aquele que se afigura como sendo o balão de oxigénio para manter vivo o mundo rural.

Às 14h30 haverá lugar para uma mesa redonda, aberta à comunicação social, subordinada ao tema “A Proposta de PEPAC responde às necessidades e desafios do setor agrícola e florestal nacional?”, que contará com a participação de Arlindo Cunha, Ex-Ministro da Agricultura e atual Deputado Europeu, Miguel Freitas, Ex- Secretários de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural e Eduardo Diniz, Diretor Geral do GPP e encerramento pela Ministra da Agricultura.

Esta é a oportunidade para reforçar e fortalecer este setor, para contrariar o abandono da atividade e prevenir o abandono dos territórios, um setor que gera riqueza (representa 3,9% do VA Bruto), que cria emprego e que produz alimentos para sustentar o país. Mas para que isso seja exequível, é urgente que haja um envolvimento e um compromisso de cooperação a nível político que aliviem as sobrecargas ao nível dos custos de produção bem como a carga tributária.

 

 

Comente este artigo
Anterior Novos usos para resíduos florestais
Próximo Confagri alerta para possível escassez de bens alimentares com abandono da produção

Artigos relacionados

Nacional

Incêndio no Fundão destruiu 800 hectares de floresta

Uma semana depois do incêndio que destruiu 800 hectares de pinhal nas freguesias de Janeiro de Cima e Bogas de Baixo, concelho do Fundão estão a ser feitos os […]

Comunicados

Confagri e FPAS: Em defesa do Ministério da Agricultura

No dia em que a Comissão de Agricultura e Mar da Assembleia da República promove uma Audição parlamentar sobre a reforma em curso do Ministério da Agricultura, a CONFAGRI e a FPAS vêm […]

Últimas

Webinar – Trabalhos florestais em tempo de pandemia – Segurança e desafios do setor – 7 de maio

A quinta e última conferência online, no âmbito do 1º Ciclo de webinars, intitulado “#Webinar.Mcq”,sobre Turismo e da Economia, realiza-se esta […]