Comissão de Ambiente aprova projeto contra sacos de plástico para pão, fruta e legumes

Comissão de Ambiente aprova projeto contra sacos de plástico para pão, fruta e legumes

A comissão parlamentar de Ambiente aprovou esta terça-feira um projeto de lei dos Verdes para proibir a distribuição de sacos de plástico ultraleves e cuvetes de plástico para pão, frutas e legumes no comércio. O projeto é votado na próxima sexta-feira e aplica-se a “todos os estabelecimentos comerciais que vendem pão, legumes e frutas”.

De acordo com a proposta dos Verdes, o objetivo é que em 2020 seja proibido disponibilizar sacos de plástico transparentes nas secções de fruta e legumes, bem como as cuvetes descartáveis, “geralmente envolvidas em plástico ou poliestireno expandido” para esse tipo de produtos.

O objetivo é que as cadeias de distribuição passem a disponibilizar “alternativas de embalagem primária de pão, frutas e legumes vendidos a granel”. Caso não cumpram as medidas, serão sujeitas a coimas, que serão, posteriormente, regulamentadas pelo Governo, com a fiscalização a ficar a cargo do Ministério da Economia.

São várias as cadeias de distribuição, em Portugal, que já começaram a disponibilizar alternativas aos sacos de plástico para as frutas e legumes. É o caso da Auchan, que já tem sacos de poliéster reutilizáveis e laváveis para frutas e legumes, e do Continente, que este ano lançou um projeto piloto para promover alternativas aos sacos de plástico para as frutas e legumes.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Anterior Representantes da CPLP reunidos em Idanha-a-Nova para debater sustentabilidade alimentar
Próximo Congresso Nacional das Escolas Superiores Agrárias em Viseu

Artigos relacionados

Últimas

Relatório da ONU revela consequências dramáticas do aquecimento global

O documento, cuja versão preliminar foi hoje divulgada pela agência France Presse, vai ser apresentado em 25 de setembro no Mónaco e alerta especialmente para alterações nos oceanos e na alimentação. […]

Nacional

Reestruturação de vinhas vai ter concurso de 50 ME

A reconversão e reestruturação da vinha vai ser objeto de um novo concurso no valor de 50 milhões de euros, […]

Últimas

Governo recua na taxa sobre madeireiros e celuloses

Autorização legislativa dada no OE19 nunca foi usada e proposta do OE20 não a repete. Ministério do Ambiente diz que taxa de “conservação dos […]