Comissão de Agricultura e Mar visita Smart Farm

Comissão de Agricultura e Mar visita Smart Farm

[Fonte: ANIPLA] Uma comitiva de nove deputados membros da Comissão de Agricultura e Mar (CAM), encabeçada pelo seu Presidente, Eng.º Joaquim Barreto, e com representação de vários grupos parlamentares, realizou esta manhã uma visita de trabalho ao projecto Smart Farm, instalado na Companhia das Lezírias – Samora Correia.

Inaugurada em 2016 a Smart Farm tem sido um espaço fértil pelo seu crescimento enquanto estrutura de demonstração e pela procura de quem quer saber mais sobre melhores práticas para uma agricultura ambientalmente responsável e socialmente sustentável.

Visitada desde então por centenas de agricultores, estudantes de escolas agrárias e de agronomia, investigadores de ciências do ambiente, técnicos das direções regionais de agricultura e técnicos das empresas de produtos fitofarmacêuticos, foi hoje a vez dos deputados da Assembleia da República.

É consensual entre os vários agentes do setor agrícola que nos dias de hoje um dos seus maiores desafios passa por combater o afastamento entre as populações urbanas e a realidade rural, através de uma maior e melhor informação. Esse é o principal objetivo do projeto Smart Farm e é com esse espírito que hoje recebemos a CAM”, afirmou António Lopes Dias, Diretor Executivo da ANIPLA.

No âmbito da visita de trabalho os deputados puderam ficar a conhecer melhor as melhores práticas no assento de lavoura, na aplicação de produtos fitofarmacêuticos, na gestão das parcelas de terreno e na promoção da convivência da cultura com as espécies animais e vegetais adjacentes.

Fiquei especialmente agradado com o interesse que todos os deputados demonstraram para com o nosso projeto e para com o trabalho de inovação e desenvolvimento que a Indústria Fitofarmacêutica desenvolve, dedicando enorme esforço de formação e educação junto dos agricultores em particular”, afirmou António Lopes Dias. “E tudo isto, sob uma grande preocupação e orientação estratégica para com a sustentabilidade ambiental”, concluiu o responsável. No final da visita de trabalho, a presidente da ANIPLA, Felisbela Campos, reafirmou o compromisso da indústria para com o continuo investimento que vai manter a favor do sucesso da produção agrícola nacional em particular, da preservação ambiental e do bem-estar social.

Comente este artigo
Anterior Curso: Universidade de Évora promove Curso de Operadores de Máquinas Agrícolas - 25 de julho a 13 de setembro
Próximo Já há empresas com apoios aprovados à inovação produtiva com a ajuda da banca

Artigos relacionados

Comunicados

3º Concurso de Ideias de Negócio do projeto AgriEmpreende arranca na próxima segunda-feira

Inovação e novos negócios para o setor agroalimentar no Ribatejo e na região Centro
Começam na segunda-feira 19 de novembro as candidaturas para o 3º Concurso de Ideias de Negócio do projeto AgriEmpreende, que potencia a geração de novas ideias de negócio, a criação de novos produtos e a concretização de novas empresas da fileira agroalimentar no Ribatejo e na região Centro. […]

Sugeridas

Ordenamento florestal: mais eucalipto por que porta?

[Fonte: Público]
De Portugal aos Estados Unidos, no esteio dos incêndios catastróficos de 2017 e 2018, fala-se cada vez mais de ordenamento florestal. Enquanto para Trump o ordenamento passa por “limpar o chão das florestas”, como fariam na Finlândia, em Portugal o ordenamento tem tropeçado ao sabor de múltiplos interesses. […]

Notícias Inovação

IPN: Coolfarm vence prémio Startup do Ano 2017

Startup incubada no Instituto Pedro Nunes foi distinguida no Ativar Portugal Startups, uma iniciativa promovida pela Microsoft Portugal.
A Coolfarm, sediada em Coimbra, no Instituto Pedro Nunes, foi galardoada com o prémio Startup do Ano 2017 na terceira edição do Ativar Portugal Startups, […]