CNA participa na reunião do Grupo de Diálogo Civil do sector olivícola

CNA participa na reunião do Grupo de Diálogo Civil do sector olivícola

A CNA, em representação da Coordenadora Europeia Via Campesina participou na reunião do Grupo de Diálogo Civil do sector olivícola que teve lugar por videoconferência no passado dia 19 de Novembro.

Foram abordadas as questões relacionadas com a situação da campanha de produção 2021-2022 dos países produtores, bem como a situação do mercado interno e fora da União Europeia. As perspectivas de produção são animadoras para a Espanha e Itália e extraordinárias no caso de Portugal que terá uma produção record. Para o nosso país os peritos do sector estimam uma produção que se aproximará das 180 000ton de azeite. Menos favoráveis são as estimativas do consumo de azeite que continua a decrescer nos países produtores.

Lucinda Pinto, representante da CNA, apresentou a difícil situação em que se encontra o olival tradicional em risco de abandono em virtude do aumento galopante dos custos de produção, do fraco rendimento e dos preços do azeite muito baixos. Esta situação tem um impacto dramático nos territórios rurais onde o olival é uma parte fundamental na economia desses territórios.

O artigo foi publicado originalmente em CNA.

Comente este artigo
Anterior #RealidadeOdemira – Facto nº16
Próximo A eliminação da Violência contra as mulheres: Um combate de todos e todas

Artigos relacionados

Últimas

Smart Rural Congress discute importância do empreendedorismo e inovação rural

Realiza-se nos próximos dias 11 e 12 de outubro, no Habitat de Inovação Empresarial nos Sectores Estratégicos de Penela (HIESE), o Smart Rural Congress, […]

Últimas

Energia e adubos levam a aumento de 1,6% dos custos na agricultura em Março

O índice de preços de bens e serviços de consumo corrente na agricultura, em Março de 2019, registou um aumento de 1,6%, […]

Últimas

Escola Agrária assinala 130 anos de olhos postos no futuro

Os 130 anos de uma história rica e marcante, na cidade e no país, vão ser celebrados amanhã na Escola Superior Agrária de Coimbra com os olhos postos num futuro que se pretende cada vez mais interveniente na realidade social e económica portuguesa. […]